sexta-feira, 2 de março de 2018

FORÇA JOVEM 1986: TORCIDA PEDE ROBERTO NA SELEÇÃO

“Alô, alô, seu Telê, sem Roberto a Seleção vai se fu....”
Mesmo na alegria pela conquista da Taça Guanabara, a Torcida do Vasco encontrou fôlego para mandar o seu recado ao técnico da Seleção Brasileira. Mas a crítica foi logo abafada pelos gritos de “é Campeão, é Campeão”, um coro um tanto esquecido pelos Vascaínos aos últimos tempos.
Desolada, a Torcida do Flamengo deixava o Estádio e esbravejava contra os dirigentes do Flamengo....
Do outro lado, a Torcida do Vasco queria mesmo era comemorar. E gritou o que pode e a garganta aguentou. Romário, o autor dos dois gols, foi o mais saudado. E ficou em delírio quando o atacante chegou perto do fosso e jogou a camisa suada para os geraldinos.
Os torcedores chegaram bem cedo ao Maracanã. E não entenderam como é que os cambistas já estavam vendendo ingressos se não houve venda antecipada....
A Torcida do Vasco começou a comemorar desde cedo. Pelé e o também Vascaíno Renato Aragão entraram no intervalo da preliminar para algumas filmagens (Os Trapalhões e o Rei do Futebol)  diante do delírio dos Vascaínos e da irritação dos flamenguistas que vaiaram impiedosamente.....
Logo os dois times principais estavam em campo, para a Torcida do Flamengo, soltava sua fumaça rubro negra e o do Vasco rolos de fumaça branca.
Começava a verdadeira guerra das Torcidas, que se não foi tão forte no primeiro tempo, explodiu no segundo. A do Flamengo empurrando o seu time e a do Vasco comemorando o primeiro gol de Romário, para explodir de vez com o segundo gol.
Fora do Maracanã, os Vascaínos enfiaram a mão no bolso para acabar com as faixas de Campeão vendidas por camelôs.
Fonte: Jornal O Globo 21 de Abril de 1986


Força Jovem Jornal O Globo 1986

Nenhum comentário:

Postar um comentário