sábado, 31 de maio de 2014

VASCO 1909: FOTOS


Vasco Revista Careta 1909

Vasco Revista Careta 1909

Vasco Revista Careta 1909

Vasco Revista Careta 1909

quinta-feira, 29 de maio de 2014

VASCO 1907: FOTO


Vasco Revista da Semana 1907
Vasco Revista da Semana 1907

Vasco Revista da Semana 1907

quarta-feira, 28 de maio de 2014

VASCO 1906: NOVA SEDE SANTA LUZIA

Aconteceu uma nova mudança de Sede, da Travessa Maia para a da Rua Santa Luzia nº 250, essa foi a última Sede antes de São Januário.

Vasco Revista da Semana 1906

AV. BEIRA MAR 

Av. Beira Mar fonte Acervo Público RJ 1906

SANTA LUZIA

Praia de Santa Luzia fonte Instituto Moreira Sales 1906

Rua Santa Luzia 1910 História Estádio de Remo de Arnaldo Brant

Praia de Santa Luzia História Estádio de Remo de Arnaldo Brant

Praia de Santa Luzia História Estádio de Remo de Arnaldo Brant



terça-feira, 27 de maio de 2014

FORÇA JOVEM 2014: AÇÃO SOCIAL DA FJV 26ª FAMÍLIA MANAUS CAMPANHA DO ALIMENTO

É com muita satisfação que o G.R.T.O.FORÇA JOVEM VASCO - 26ª FAMÍLIA, faz mais uma de suas ações sociais em Manaus.
Na manhã desta Segunda feira (26/05) foi entregue ao Lar do Idoso São Vicente de Paulo que fica localizado no bairro São Raimundo, cerca de 200 kg em alimentos não perecíveis.
Agradecemos a todos os membros, amigos e simpatizantes da torcida, pela ajuda na arrecadação e distribuição dos alimentos.
A Força Jovem do Vasco não se faz sozinha, contamos sempre com a disposição e organização de nossos membros.
G.R.T.O FORÇA JOVEM VASCO - 26ª FAMÍLIA - MANAUS/AM
Sempre ajudando o próximo!

A Diretoria G.R.T.O. Força Jovem do Vasco parabeniza toda a FJV 26ª Família Manaus/AM pela grande iniciativa e dizer que se orgulha em ter integrantes que pensa no próximo e ajuda quem precisa, somos uma família de verdade, A MAIOR FAMÍLIA DO MUNDO!!
Mais uma de muitas famílias que fazem a vida de muitos necessitados um pouco mais feliz!!!
Diretoria do G.R.T.O. Força Jovem do Vasco
Força Jovem Ação Social da 26ª Família Manaus 2014

Força Jovem Ação Social da 26ª Família Manaus 2014

Força Jovem Ação Social da 26ª Família Manaus 2014

Força Jovem Ação Social da 26ª Família Manaus 2014

segunda-feira, 26 de maio de 2014

VASCO 1905: FOTOS


Vasco Torneio de Tiro Revista da Semana 1905

Varandins de ferro do Remo na Avenida Beira Mar 1905

domingo, 25 de maio de 2014

VASCO 1904: CONVESCOTE (PIC-NIC) NA ILHA DE PAQUETÁ

Em homenagem ao seu prestimoso Presidente Sr Alberto de Carvalho Silva e sua Exma família, realiza-se no próximo domingo na pittoresca Ilha de Paquetá um soberbo convescote organizado por este Club.
O motivo da festa é devido a partida daquele cavalheiro para a Europa no próximo dia 7 do corrente.
Fonte: Tagarela 31 de Abril de 1904

Vasco Jornal Tagarela 1904

Vasco Jornal do Brasil 1904

sábado, 24 de maio de 2014

VASCO 1902: NAUFRÁGIO DA BALEEIRA VASCAÍNA

Em maio de 1902, a Baleeira Vascaína que tinha sido construída em 1900, que contou com diversas vitórias alcançadas em torneios náuticos, sendo uma das mais perfeitas embarcações do Vasco. 
Partiu as 2 horas da tarde, o sol a pino da ponte do Barracão do Clube de Regatas Vasco da Gama, na rua do Passeio, numa viagem de lazer até Niterói, no meio da Baia de Guanabara, ao cair um vento forte, tornando difícil a travessia, prosseguindo assim os valentes rapazes, as 5 horas da tarde uma vaga enorme, pegando de boreste a frágil embarcação, adernou-a.
Dos 13 tripulantes, 4 não conseguiram sobreviver, entre eles o fundador, na época Secretário, Luís Jacinto Ferreira de Carvalho, José Pinto, Lourenço Corpa e Theodoro Machado, todos sócios do Clube.
Os gritos dos pobres náufragos eram tão estridentes que chamaram a atenção de umas crianças que brincavam na praia, em Gravoata, foram chamar os pescadores José Moreno e Antônio da Silveira, esses partiram para o mar e conseguiram salvar 9 tripulantes. 
Fonte: Jornal do Brasil 19 de Maio de 1902

Vasco Jornal do Brasil 1902

Vasco Revista da Semana 1902

Vasco Revista da Semana 1902

Vasco Revista da Semana 1902



sexta-feira, 23 de maio de 2014

VASCO 1900: 2 ANOS DO CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

Completou dois anos de existência no dia 21 de Agosto o valioso Club cujo o nome encima estas linhas e que é incontestavelmente uma das sociedades náuticas que em pouco tempo mais se impuseram a admiração das co-irmãs.
Fundado no Largo da Imperatriz, são já por demais conhecidas as razões que o forçaram a estabelecer-se na Travessa do Maia, onde tem conquistado todo o progresso que o assignala.
O Club Vasco da Gama ocupa nesse local dois espaçosos barracões, quase fronteiros: um para armazenagem dos barcos, vestiário e banheiro, e o outro, que foi preparado para secretária e sala de ginástica. 
Tendo as paredes guarnecidas de remo e apetrechos das embarcações em cabides próprios e a frente cercada por uma varanda sobre o mar.
A flotilha do Club conta hoje as seguintes embarcações, quase todas de tipo moderno: Vascaína e Vera Cruz, baleeiras a 12 remos; Visão, Vindicta e Vingativa, baleeiras a seis remos; Estephania, Valca, Varina, Odette e Vaidosa, baleeiras a quatro remos; Vitula, Venus e Elsa, baleeiras a dois remos; Fidalga, Vespertina e Vampa, canoas a quatro remos; Vicaz, canoa dois remos e Vagabundo, escaler a dois remos.
Nas quatros regatas em que o Club tomou parte, conquistou três primeiros lugares e quatro segundos, sendo dignas de nota as carreiras feitas pela baleeira Vindicta e pela canoa Vespertina, na regata promovida pelo Club Icarahy.
Nessas regatas só tem tomado parte em páreos de juniors, sendo entretanto certo que nas próximas corridas ele se insereverá nos páreos de classe superior, visto possuir já remadores seniors.
O Club Vasco da Gama, que trouxe da última Sede somente 50 sócios, conta hoje número superior a 400, quase exclusivamente empregados do comércio.
A esse Club, bem como aos seus co-irmãos do Boqueirão do Passeio, do Natação e outros, cabe a gloriosa iniciativa da introdução em nosso meio comercial do gosto náutico, vencendo quase inteiramente o pré conceito retrogrado que votara ao ostracismo um Sport de tão benéficos efeitos.
Ao coro unanime com que a imprensa desta capital saudou a valorosa associação, juntamos as nossas congratulações pela data de 21 de Agosto, desejando que nas futuras lutas se continue a ver essa plêiade brilhante enobrecendo a gloriosa bandeira Cruz de Malta.

VISITA DO CLUB DE NATAÇÃO E REGATAS
No dia 21, as 9 horas da noite, uma comissão de Diretores do Club de Natação e Regatas, dirigiu-se a Sede do Club Vasco da Gama, afim de o cumprimentar pelo seu segundo aniversário.
Achava-se nessa ocasião funcionando a Escola de Ginastica, que o seu Diretor, Sr Lopes de Freitas, suspendeu imediatamente. Conduzidos os ilustres representantes do Natação a secretaria do Club, o Sr Antônio Lago, digno Presidente daquele Club, em frases eloqüentes saudou o Club Vasco da Gama, oferecendo-lhe artístico e mimoso objeto de arte: um barômetro eneravado em belo bloco de granito e sobre o qual pousa uma águia.
Agradeceu-lhe o Sr Adolpho Silva, Secretário do Club, saudando o Club de Natação e Regatas.
Ao retirar-se, a comissão foi acompanhada até a porta por grande número de sócios, que levantavam vivas ao Club de Natação, acompanhados de prolongadas salvas de palmas.

PIC-NIC
Reina grande entusiamos entre os sócios desse Club pela realização de um pic-nic, que se dará no dia 9 de setembro.
Já estão formadas diversas comissões para levarem a efeito a bela idéia.
Fonte: Revista Semana 25 de Agosto de 1900

Vasco Revista da Semana 1900



quinta-feira, 22 de maio de 2014

VASCO 1899: ASSEMBLÉIA GERAL E A SEDE NA TRAVESSA MAIA

Como estava anunciado, realizou-se domingo passado a Assembléia Geral extraordinária do Club de Regatas Vasco da Gama.
Serviu de Presidente o Sr. F. Oliveira e de Secretários os Srs Lopes de Freitas e A. Seixas.
Lida e aprovada a acta, passou-se ao expediente w deste a eleição de 1º e 2º Tesoureiros, sendo eleitos por grande maioria os Srs Eduardo Ferreira Filho e Francisco Oliveira.
Brevemente será inaugurada por esse Club a sua Escola de Ginástica, da qual tão bons resultados há a esperar.

NOVA SEDE TRAVESSA MAIA Nº 15
Tivemos há dias ocasião de visitar detalhadamente a Sede desse Club, que ainda se acha em obras, e a impressão que trouxemos foi a melhor possível.
Entramos primeiro no Barracão nº 1, cuja pintura exterior, com as cores do Club, produz, no seu conjunto, belíssimo efeito.
Recebidos pelo Sr Lopes de Freitas, este distineto sportsman mostrou-nos de tudo minuciosamente.
O Barracão a que nos referimos está transformado numa ampla sala, muito clara e arejada, com portas para a Travessa do Maia e para o mar.
Tem cerca de 18 metros de comprimento por 7 de largura e é destinado a secretaria, escola de ginástica e recepções.
Do lado do mar, há uma varanda de ferro espaçosa, de onde se desfruta o deslubrante panorama da nossa baia.
Em seguida  passamos no Barracão nº 2 (que fica em frente ao de nº 1), espaçoso armazém que mede cerca de 25 metros de comprido por 10 de largo, todo pintado interiormente de branco, sendo a sua pintura exterior igual a do primeiro. Nesse Barracão estão todas as embarcações de que se compõe a numerosa flotilha do Club, alinhadas simetricamente, tendo cada uma o seu picadeiro especial, calços, etc... tudo na mais perfeita ordem.
Ao fundo há uma espaçosa divisão onde estão instaladas a rouparia, toilette, tanque com chuveiro, tudo cimentado.
Diante de tudo isto não pudemos deixar de manifestar a nossa admiração pelo que víamos, feito em tão pouco tempo, isto é, de 20 de Junho pra cá, ao que nosso amável cicerone respondeu.
“Meu caro, nós aqui somos todos amigos, temos vontade e somos unidos, a união faz prodígios.”
Resta-nos agora felicitar a distinta Diretoria do Club Vasco da Gama pelo  muito que tem feito e exprimir os nossos votos para que continue na gloriosa estrada que traçou.
Consta-nos que um grupo de sócios do Club pretende organizar para janeiro próximo uma corrida de natação em que haverá páreos de 100, 200, 400 e 600 metros e talvez um de 1.500, que será o de honra. Os prêmios aos vencedores constarão de medalhas de ouro, prata e bronze.
Sabemos até que alguns já começaram a ensaiar as escondidas, para verem se conseguem fazer figura brilhante,
Consta-nos que será nomeado segundo diretor de regatas o estimado sócio Sr. Lopes de Freitas.
Brevemente serão lançadas ao mar as seguintes embarcações para esse Club, do estaleiro do Sr Adriano, uma baleeira a quatro remos, do estaleiro do esperançoso construtor Sr Ramon, uma baleeira a seis remos e uma canoa a quatro, que será tripulada pela brava guarnição da Vespertina.
Alguns rapazes frequentadores do Boqueirão fizeram há dias espirituosa manifestação de apreço a um mancebo a quem a alcunha de Dr Moringue e que se tornou o entant gate das gentis banhistas dali.
Fonte: Revista da Semana 30 de Dezembro de 1899.

Vasco Semana Esportiva 1899

Vasco Sede da Travessa Maia  site semprevasco

Vasco Sede da Travessa Maia site semprevasco

Vasco primeiros barcos Voluvel, Zoca e Vaidosa site semprevasco

quarta-feira, 21 de maio de 2014

VASCO 1899: PRIMEIRAS SEDES

Fundado em 21 de Agosto de 1898, oito dias depois, o Vasco teve a sua primeira Sede provisória na Rua da Saúde 127 no Largo da Imperatriz (demolido para a construção do Cais do Porto do Rio de Janeiro).
As sua embarcações, simples escalares, deram os trabalhos de mudança, um mês depois para a Ilha das Moças na Praia da Formosa na Baia de Guanabara (2ª Sede) (também desaparecida com o aterro do Cais do Porto), ali bem instalados, mas a região era muito precária, um verdadeiro lamaçal, surge a divergência de sócios (1899), que se desligou e fundou o atual Club de Regatas Guanabara, nessa época com o título de grupo.
Já em 24 de Outubro de 1898, meses depois de sua fundação, é admitido, no meio da União de Regatas Fluminense, estreando com três embarcações, Victoria, Volúvel e Vaidosa, ( tinha também a Zoca) na regata de 4 de Junho de 1898, promovida pela mesma União, atual nobre e orgulhosa Federação Brasileira das Sociedades do Remo.
Volúvel e Victoria saem vitoriosas com 1º lugar e 2º lugar.
Devido a divergência, a que nos referimos, o Club ficou com uma única embarcação, a Vaidosa, no entanto completou a sua fotilha em menos de seis meses.
Transferido para a Travessa Maia (3ª Sede), ali aumentou o entusiasmo, nesta época de solidariedade pelo engrandecimento....
Fonte: Jornal A Imprensa 20 de Agosto de 1908

Vasco Jornal A Imprensa 1908
Ilha das Moças História do Estádio de Remo Arnaldo Brant

Ilha das Moças História do Estádio de Remo Arnaldo Brant

Sede Travessa Maia História do Estádio de Remo Arnaldo Brant

Sede Travessa Maia História do Estádio de Remo Arnaldo Brant

Sede Travessa Maia História do Estádio de Remo Arnaldo Brant


terça-feira, 20 de maio de 2014

VASCO 1898: VISITA DOS CO-IRMÃOS

O novo e esperançoso Club de Regatas Vasco da Gama foi domingo último visitado em sua Sede por várias embarcações dos Clubs co-irmãos desta capital, cujas guarnições lhe foram levar as boas vindas ao seio do Sport náutico, sendo recebidas com a maior cordialidade pelos Diretores do novo Club, que lhe ofereceram um lanche, trocando-se brindes entre os representantes do Club de Botafogo, do Club de Natação e Regatas, do Club do Flamengo e do Club Boqueirão do Passeio
Fonte: Jornal O Paiz 07 de Setembro de 1898

RETRIBUIÇÃO DA VISITA
Esteve domingo em Botafogo o escaler Vagaroso do Club de Regatas Vasco da Gama. 
A guarnição foi a terra cumprimentar o Club de Botafogo, sendo recebida pela respectiva Diretoria no Salão de Honra do Edifício em que funciona a antiga e conceituada sociedade do Remo.
Fonte: Revista O Mercurio 27 de Setembro de 1898

Vasco Jornal O Paiz 1898

Vasco Revista O Mercurio 1898

segunda-feira, 19 de maio de 2014

VASCO 1898: FUNDAÇÃO DO VASCO DA GAMA

Na última década do século XIX, o esporte mais popular entre os jovens da Zona Sul do Rio de Janeiro era o Remo.
Diversos Clubes já haviam surgido reunindo rapazes da alta classe média e da aristocracia da época, todos brancos e bem educados. 
Para os moradores da Zona Portuária, do Centro e de São Cristóvão, que concentravam muitos imigrantes portugueses da baixa classe média, frequentar os Clubes da Zona Sul significa um longo e dispendioso deslocamento.
Decididos a fundar seu próprio Clube, os jovens Henrique, José Alexandre e Manuel mobilizam 62 interessados para uma reunião na tarde de 21 de Agosto de 1898, na Rua da Saúde, 293, sobrado.
Como o Clube precisava de dinheiro, elege-se Presidente o comerciante português Francisco Gonçalves do Couto Júnior, dono de várias casas de negócios.
Começava aí, aliás, uma tradição que se preservaria por muito tempo, a de ser o Vasco um Clube de gente simples comandado por grandes comerciantes atacadistas.
Com apenas dois meses de existência, o Vasco já reunia 250 sócios, alugara uma Sede na Saúde e mantinha uma escola de remo.
Logo depois, aderia à União Fluminense de Regatas, para participar das disputas. Contudo, surge a primeira cisão: as instalações náuticas do Vasco ficavam na Ilha das Moças, na Baía de Guanabara, um local que não passava de um verdadeiro lamaçal. Todos concordavam que o Clube deveria ir para outro lugar.
Uma parte desejava mudar-se para Botafogo, mas outra defendia a ida para o Passeio Público, que ficava na região central e era mais acessível aos sócios suburbanos... (Fonte: http://www.constelar.com.br)
.
 ASSEMBLÉIA GERAL A EFETUAR-SE
Convido os Srs sócios a reunirem-se em Assembléia Geral, domingo 28 do corrente, ao meio dia no Salão da Estudantina Arcas, a Rua de São Pedro nº 152, para posse de Diretoria e fins Sociais.
O 1º Secretário interino, Virgílio do Amaral. (Jornal Gazeta de Notícias 28 de Agosto de 1898)

A 28 do corrente foi provisoriamente instalada, a Rua da Saúde nº 127.
Um Club de Regatas com aquele título, ficando a sua Diretoria assim composta.
Presidente: Francisco Gonçalves do Couto Junior; Vice-Presidente: Henrique M. Ferreira Monteiro; 1º Secretário: Luíz Antônio Rodrigues; 2º dito: João Billiani Salgado; 1º Tesoureiro: Antônio Martins Ribeiro; 2º dito: Dr Henrique Lagden; Diretor de Regatas: João C. de Freitas e um conselho de cinco membros (Jornal do Brasil 29 de Agosto de 1898)

Sob a denominação de Vasco da Gama, foi fundado no Bairro da Saúde, nesta capital, um Club de Regatas que, pela organização que lhe deram os seus fundadores, trará para o Sport do Remo, valioso concurso para seu progredimento. (Jornal Mercúrio 29 de Agosto de 1898)

Ficou ante ontem definitivamente instalado mais um Club náutico, sob a denominação de Club de Regatas Vasco da Gama, sendo sua Sede provisória a Rua da Saúde nº 127... (Jornal A Cidade do Rio 30 de Agosto de 1898)

Esta fundada nesta capital mais um Club de Regatas, que vem engrossar as guapas fileiras do nobre Sport náutico fluminense, que tomou o título de Club de Regatas Vasco da Gama.
Presidente: Francisco Gonçalves do Couto Junior; Vice-Presidente: Henrique M. Ferreira Monteiro; 1º Secretário: Luíz Antônio Rodrigues; 2º dito: João Billiani Salgado; 1º Tesoureiro: Antônio Martins Ribeiro; 2º dito: Dr Henrique Lagden; Diretor de Regatas: João C. de Freitas. Conselho: José de Souza Rozas, Alberto Pinto Cardoso de Almeida, Manoel Teixeira de Souza Junior, José Alexandre Avelar Rodrigues e Luíz F. de Carvalho.
O Clube de Regatas Vasco da Gama possue pronta já para as lides do Sport náutico uma baleeira a 4 remos, em construção, uma baleeira a 10 remos de nome Vera Cruz, nos Estaleiros do Sr Pedro Massiere, uma a seis remos, no Estaleiro do Sr Herculano, duas a quatro remos, sendo uma de nome Vaidosa, nos do Sr Beilieni, e uma canoa a quatro remos, já pronta de nome Zoca, tendo o patrão e tripulantes desta última feito oferta da bandeira, mastro e estandarte do Club.
Informaram-nos que o Club não levou a efeito a compra das duas jangadas do Club do Boqueirão, que disse a Semana Sportiva estarem em trato para a novel e futurosa sociedade. (Jornal O Paiz 30 de Agosto de 1898)

O Club de Regatas Vasco da Gama, recentemente fundado, tem em construção em diversos Estaleiros desta capital as embarcações que formarão a sua esquadrilha. (Jornal Mercúrio 06 de Setembro de 1898)

Assembléia Geral
Convido todos os sócios a se reunirem sábado 10 do corrente, as 7 horas da noite, nesta Sede a Rua da Saúde nº 127, para discussão dos estatutos.
Capital Federal, 7 de Setembro de 1898
Luíz Antônio Rodrigues (1º Secretário) (Jornal O Paiz 08 de Setembro de 1898)

Vasco 1º Presidente Francisco Gonçalves do Couto Junior 1898

Vasco Jornal Gazeta de Notícias 1898

Vasco Jornal do Brasil 1898

Vasco Jornal Mercurio 1898

Vasco Jornal Cidade do Rio 1898

Vasco Jornal Gazeta de Notícias 1898

Vasco Jornal O Paiz 1898

Vasco Jornal Mercurio 1898

Vasco Jornal O Paiz 1898

Vasco Jornal Mercurio 1898

1ª SEDE DO VASCO RUA DA SAÚDE

1ª Sede do Vasco Rua da Saúde foto site semprevasco

1ª Sede do Vasco Rua da Saúde Site semprevasco

Vasco Revista do Vasco 1983

Vasco Revista do Vasco 1983