sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

FORÇA JOVEM1980: DIPLOMAS DE AMIGOS DO VASCO E ELEIÇÃO DA RAINHA DA FORÇA JOVEM

Dia 10 de Outubro, na nova Sede do Calabouço, Ely Mendes, da Força Jovem, estará homenageando torcedores famosos, como Sérgio Cabral, Rildo Hora, Chacrinha e nosso maninho Roy Sugar, entre outros. Eles vão receber diplomas de Amigos do Vasco, 
Na ocasião haverá roda de samba e será eleita a Rainha da Torcida Força Jovem do Vasco.
Fonte: Jornal O Fluminense 08 de Outubro de 1980
Isabel Cláudia foi eleita Rainha da Força Jovem

Força Jovem Jornal O Fluminense 1980

Força Jovem Jornal Luta Democrática 1980


quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

RENOVASCÃO 1978: JOGO NO PARÁ

Dulce Rosalina, Chefe da Renovascão, chegou junto com mais três representantes do seu grupo para incentivar o Vasco e esta hospedada, com seu companheiro, na casa de sua filha que é esposa de Dutra, zagueiro do Remo e que já esteve no Vasco e iniciou a carreira no Bonsucesso.
Também alguns representantes das Torcidas Organizada (TOV) e Força Jovem estão no Pará e prometeu muito barulho hoje a noite no Mangueirão. Muitas bandeiras do Vasco na imediação do Hotel onde está hospedada a delegação com torcedores vascaínos do Pará incentivando também o Clube de São Januário.
Fonte: Jornal dos Sports 10 de Junho de 1978

Renovascão, Jornal dos Sports 1978

Renovascão Dulce Rosalina 1976


quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

VASQUINTINO 1977: ASSIM NASCEU A VASQUINTINO

Foi numa manhã de domingo, dia 22 de Agosto de 1976, estávamos todos numa rodinha, tomando umas cervejas na Padaria do pai do Zeca. 
Nesta rodinha estavam: Neném, Jabour, Maurício, Zeca, Valentim, Alfredo PM, Salvação, Renato, Bibi e Nélson, quando surgiu a ideia....- o de fazermos uma Torcida do Vasco em Quintino. 
Na mesma hora todos concordaram e pó coincidência, todos que estavam na rodinha são Vascaínos, desculpem, minto, o Salvador é botafoguense, mas quem o ver, pensa que é Vascaíno doente. Como ia dizendo, a turma logo se animou e Nelson (Careca) surgiu o nome Vasquintino. Logo aceito, pois a Torcida é do Bairro e não haverá nome melhor, sendo que também, surgiram dois nomes: Vascarcará e Vascanhão) e foi feita no mesmo dia a reunião.
Mas a rodinha aos poucos foi se tornando maior e foi chegando mais gente. Até o Aníbal, que lia o Jornal dos Sports, veio se enturmar, aliás, em matéria de agitação o Aníbal não é fácil, e, logo ele foi discutir com Maurício e Neném, que a Vasquintino estava imitando pois ele já havia lançado a Flaquintino (o Aníbal) precisa um Vascaíno falar da tua Torcida. Ai a zorra foi total. 
E até hoje, a pergunta está no ar. Quem surgiu primeiro, Vasquintino ou Flaquintino? 
Para nós a verdade é que Quintino só teve a ganhar, pois as duas Torcidas animam o Bairro todos os fins de semana.
Mas, continuando a minha história (eu não disse que o Aníbal perturba), a discussão só parou porque a Roseli (Sorrisinho) ia chegando e logo falou. Pessoal, é hoje o aniversário do Jabour.
Então o papo que já era bom, ai mesmo é que esquentou. Mais cervejas, todos abraçaram o aniversariante nesta hora Neném e Aníbal esqueceram a rivalidade. A Padaria ali parecia que estava sendo inaugurada pela quantidade de cerveja espalhadas no balcão e que passasse de carro ou de ônibus e visse aquela aglomeração de gente, não poderia imaginar que ali estava surgindo a Torcida Vasquintino, o orgulho do Bairro.
E por isso, amigos, aproveitamos para convidá-lo a vir participar de todos os domingos alegres junto a rapaziada na Rua Palatinado, esquina da Rua Mendes, Quintino.
Venha tomar umas cervejinhas, ou então falarmos de futebol e aproveitar para ouvir uns sambinhas gostosos pela rapaziada da bateria, sob o comando do Bibi “Água Mineral”.
Torcida Vasquintino 1 Ano de Alegria.
Renato Zarazilha, Relações Públicas da Vasquintino
Fonte: Jornal dos Sports 10 de Setembro de 1977

Vasquintino Jornal dos Sports 1977

Vasquintino Maracanã 1978


sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

ASTOVA 1983: NOVO PRESIDENTE ELY MENDES TORCIDA DÁ TOTAL APOIO A CALÇADA

Uma das primeiras medidas do novo Presidente da Associação das Torcidas do Vasco (ASTOVA), Ely Mendes, será elaborar um documento de total apoio ao Presidente Antônio Soares Calçada, visando cooperar com o dirigente para o time fazer uma boa campanha na Taça de Ouro. A entidade cadastrará ainda todas as diretorias das Torcidas para facilitar o movimento de apoio a equipe.
Para poder exercer melhor seu mandado, de um ano, Ely Mendes deixou a chefia da Torcida Força Jovem. Ele escolheu como 1º Vice Presidente: Dulce Rosalina com quem se reuniu ontem para tomar outras medidas visando o funcionamento da entidade.
Uma delas será marcar quatro grandes festas durante o ano, como a dos dias da mãe e do pai, a dos melhores jogadores e repórter que cobre as atividades do clube, no final do ano, e aumentar o número de sócios.
- Vamos dar uma nova dimensão a Associação para dar uma substancial ajuda ao clube e começaremos com total apoio ao time no jogo contra o Corinthians, em São Paulo.
Fonte: Jornal dos Sports 13 de Março de 1983

ASTOVA Jornal dos Sports 1983

Dulce Rosalina e Ely Mendes 1980


terça-feira, 18 de dezembro de 2018

VASCO 2018: LIVRO "100 ANOS DA TORCIDA VASCAÍNA", 2018 UUUUUUUUU


                                                       “Aqui lutamos por negros e operários”
                                                            Adesivo da Esquerda Vascaína

2018                   “UUUUUUUUU”
            
As incertezas sobre quem seria o novo presidente do clube com a divisão da chapa vencedora[1] já demonstravam aos vascaínos que o ano de 2018 prometia muitas esperanças (com a volta do clube ao disputar a Taça Libertadores e a vitória de um candidato de oposição) e também muitas incertezas. Teria o novo presidente capacidade de unir o clube? Nosso time estaria em condições de voltar a dar alegrias a massa vascaína? Os resultados ao longo do ano com as frequentes divisões na política interna do clube e as seguidas derrotas e eliminações precoces nas principais competições, terminaram por frustrar a todos os cruzmaltinos.
O time começa empolgando na Libertadores com uma convincente vitória de 4 a 0 no Universidad de Concepcion, no Chile. No mesmo período o Vasco disputa o campeonato carioca e consegue chegar a final como favorito diante do Botafogo. Diante de quase 60 mil pessoas (o maior público do clube no ano) o time consegue manter o empate (placar que lhe dava o título) até o final. Quando a torcida já ensaiava os gritos de “é campeão!!!” veio o gol do Botafogo. Nos pênaltis, o adversário consegue nos superar por 4 a 3.
Perdido o estadual, começávamos a atravessar o pior momento do ano com a eliminação na Libertadores após a derrota para o Cruzeiro em pleno estádio de São Januário com um placar adverso avassalador: 4 a 0. Na mesma época o clube vendeu a nossa maior promessa, o atacante revelado nas bases Paulinho, por 20 milhões de euros (a maior venda de um atleta na história do clube).
Não faltavam elementos para uma crise profunda se instalar no clube. Sem sua maior promessa, eliminado precocemente na Libertadores, com derrotas inexplicáveis e acirrada briga interna entre sócios, torcedores e conselheiros, sobrou para o técnico Zé Ricardo que pede demissão.
A maior polêmica do ano para os torcedores do Vasco não foi contra os torcedores rivais ou seus dirigentes. Começou através de uma foto em que sete jogadores[2] postaram em suas redes sociais criticando a atitude da vaia dos torcedores (“Hhhhhuuuuu” era a legenda em que os jogadores posam na foto). O que os atletas não esperavam foi a imensa repercussão dos vascaínos que se mobilizaram pela internet e passaram a reagir com muita veemência. Durante a semana e ao longo de todo o ano os jogadores não tiveram vida fácil e foram hostilizados pelos estádios e no mundo virtual
Pouco antes da Copa do Mundo na Rússia um grupo de torcedoras cria um coletivo em defesa da presença feminina nos estádios. O grupo “Vascaínas contra o Assédio” foi a grande novidade nas arquibancadas carioca deste ano promovendo inúmeras campanhas ao longo do ano ao defender uma série de ações afirmativas combatendo o ambiente de machismo nos estádios.
            A repercussão mundial de um vídeo de brasileiros assediando uma russa as vésperas da Copa demonstrava como aquele comportamento estava enraizada na cultura torcedora brasileira. O repúdio nas redes sociais serviu de estímulo para várias iniciativas de combate a este tipo de comportamento. A ação inicial das vascaínas, só serviu para confirmar o pioneirismo de nosso clube.
            Uma pausa para os vascaínos se concentrarem em acompanhar a Copa e a estrela do ex-jogador vascaíno Philippe Coutinho começa o ofuscar o grande nome da seleção, o atacante Neymar. O vascaíno é o principal destaque da seleção na primeira fase da competição. Mas este não vai ser um ano para os cruzmaltinos comemorarem nada.  O Brasil é eliminado pela Bélgica. Restava a Copa do Brasil, a Sul Americana e o Campeonato Brasileiro.
Pela Copa do Brasil, a vitória de 2 a 0 diante do Bahia não possibilitou passarmos de fase. No torneio internacional, novamente o time até consegue vencer o LDU (Equador) com vitória de 1 a 0 em São Januário (quase 20 mil pagantes) mas o resultado não foi suficiente para a classificação. Restaram os aplausos ao time e as vaias para o técnico Jorginho, que foi chamado de “burro” pelos torcedores.
             Na véspera de comemorar os 120 anos de fundação, o Vasco recebe o Ceará em casa. Diante de um adversário na penúltima colocação, milhares de vascaínos lotam[3] São Januário e pressionam o time ao ataque entoando: “não é mole não, ganhar no Caldeirão é obrigação”, mas saem frustrados com um empate. O time continuava muito próximo da zona de rebaixamento.
Em setembro o time do Vasco volta a jogar no Maracanã para enfrentar o Santos. Cerca de 34 mil pessoas (maior público no Rio fora os clássicos) se revoltam com a derrota por 3 a 0[4] e gritam “time sem vergonha”. O resultado é uma ducha de água fria nas pretensões do clube se afastar da zona de rebaixamento.
A reta final do Brasileirão combinou com a tensão na acirrada disputa presidencial do Brasil que fez os ânimos se exaltarem em todo o país. Nas arquibancadas cariocas e nas ruas da cidade, a novidade veio da união de movimentos de torcedores de esquerda que se unem para defenderem suas bandeiras nos estádios e nas passeatas. Em São Januário, o movimento “Esquerda Vascaína”[5] aproveita o momento de adesão irrestrita dos torcedores nos jogos contra (Atlético-PR, público de 20 mil, São Paulo 15 mil e Palmeiras, recorde de público em nossa casa  em 2018 com 21 mil pessoas) e faz uma campanha com milhares de adesivos no peito lembrando o passado glorioso do clube ao lutar contra o racismo e destacar sua origem social. Na semana de comemoração do Dia da Consciência Negra, os vascaínos recebem o adesivo com a frase: “aqui lutamos por negros e operários”.
Apesar de a torcida abraçar o time em casa o fantasma do rebaixamento se prolongou até o último jogo. “UFA” esta foi a expressão de alívio que os vascaínos de todo o Brasil manifestaram quando o juiz apitou o final da partida diante do Ceará. O empate em 0 a 0 amenizou a humilhação diante da iminência de um novo rebaixamento e dos terríveis cálculos matemáticos que fazíamos para derrotas dos outros candidatos a caírem de divisão. O ano terminou de forma melancólica para uma torcida que em momento algum abandonou o time nas últimas rodadas. Diante de tantos sofrimentos e desilusões, foi o que salvou o nosso orgulho ao demonstrar tamanha dedicação ao clube em momento tão delicado. Poucos clubes podem ter isto em sua História. Mas em honra aos times do passado o nosso destino glorioso de vitórias deve ser logo retomado.
Fonte: Livro “100 anos da Torcida Vascaína”, escrito pelo historiador Jorge Medeiros.


[1] A primeira surpresa do ano para os vascaínos veio em janeiro através da eleição de Alexandre Campello ( recebeu 154 de 242 votos de conselheiros). Esta  foi a primeira vez na história do clube que o vencedor da eleição realizada pelos sócios ( Julio Brant) não venceu no Conselho Deliberativo.
[2] Fabrício, Gabriel Felix, Erazo, Evander, Paulão, Wellington e Rafael Galhardo.
[3]  Cerca de 15 mil pessoas numa segunda-feira a noite.
[4] Esta foi a primeira derrota do Vasco para o Santos no Maracanã depois do jogo em que Pelé marcou o milésimo gol em 1969.
[5] Criado em 2017, o movimento de torcedores “Esquerda Vascaína” começou a se destacar em 2018 ao fazer  diversos  atos e protestos políticos no estádio.


Vasco faixas de Campeão

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

VASQUINTINO 1977: CAMISAS E PLÁSTICOS

Comunico através da coluna do bate bola que a Torcida Vasquintino está lançando plásticos e camisas com o nome da Vasquintino, sendo que as camisas são para crianças de 2 a 10 anos de idade.
Os interessados deverão procurar na Rua Mendes, esquina com Palatinado, Quintino com Nelson ou Maurício.
Teremos prazer em recebê-los para fazerem parte da nossa Torcida. (03/04)

VENHA PARA VASQUINTINO
A Vasquintino esteve com as outras facções Vascaínas em Campos, torcendo pelo Vasco com Amor e Alegria, como sempre sabemos demonstrar em jogos que comparecemos.
Desde a nossa fundação que a Torcida Vasquintino tem comparecido com seu apoio nos jogos do Vasco, mesmo fora do Rio, como aconteceu em Minas, Cabo Frio, São Paulo e agora em Campos.
Se você amigo Vascaíno, ainda não faz parte de nenhuma facção do Vasco, venha participar de nova alegria de torcer que é a Vasquintino.
Tragam seus filhos e esposa sem receio e verá o quanto somos bacanas e educados.
Nossos encontros nos dias de jogos do Vasco é a Rua Mendes esquina com a Rua Palatinados.
Como é gostoso torcer junto com a Vasquintino. (15/04)
Renato Zarazilha, Relações Públicas
Fonte: Jornal dos Sports 03 e 15 de Abril de 1977

Vasquintino Jornal dos Sports 1977

Vasquintino Jornal dos Sports 1977


sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

MOTIVASCÃO 1984: 5º ANIVERSÁRIO

Quero nesta oportunidade levar ao conhecimento dos Vascaínos, que se espalham de Norte a Sul, que hoje a Torcida Motivascão estará completando o seu 5º ano de fundação, onde faço um agradecimento a todos os adeptos que conosco se filiaram, valorizando nossa facção, demonstrando um certo carinho para o engrandecimento da mesma. 
Hoje somos um grupo unido, com único e exclusivo objetivo, cito: “Amar ao Vasco”, dando todo apoio ao time em todas as circunstâncias. 
A Motivascão sempre se fez presente nesta coluna, onde agradecemos também a preciosa colaboração deste veículo, que sempre soube, de forma carinhosa publicar as nossas mensagens.
Desta feita, a passagem do 5º ano de fundação da nossa Torcida poderia passar em branco, se não estivéssemos aqui presentes, levando ao conhecimento de milhares de leitores que desfrutam deste. 
Para finalizar, quero abraçar os amigos que sempre dedicaram as atenções pela Motivascão e em nome da nossa Diretoria registro os nossos agradecimentos.
“Motivascão, a eterna e simpática Torcida Vascaína, simbolizando o Vasco.”
Carlos César, Rocha Miranda, Rio.
Fonte: Jornal dos Sports 10 de Junho de 1984 

Motivascão Jornal dos Sports 1984

Motivascão Carlos César 1981

Motivascão Maracanã 1988



quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

FORÇA JOVEM 1977: FORÇA JOVEM VAI CAUSAR IMPACTO

Final da Taça Guanabara, Vasco 2 x 0 Botafogo
Futebol e carnaval se irmanam na preferência do povo brasileiro. São espetáculos que ativam seguidamente os que dele participam, principalmente torcedores e passistas.
Exatamente por pensar assim é que Ely, Chefe inconteste da facção Força Jovem do Vasco, inspirou-se nos desfiles carnavalescos para introduzir hoje, no Estádio Mário Filho, onde Vasco e Botafogo estarão se enfrentando pela conquista da XIII Taça Guanabara, uma novidade requintada: o impacto visual.
E o próprio Ely, em visita a redação do JS, fez questão de explicar o que significa este impacto, que por certo, a partir de hoje, criará adeptos entre os torcedores de todos os clubes cariocas.
- Sempre gostei e vibrei com o espetáculo visual que os desfiles carnavalescos proporcionam. Por isso, ajudado por Luís, que e o meu braço direito na Força Jovem, decidi levar para o estádio, para o futebol, as alegorias. O colorido mágico dos estandartes. A beleza maior da Cruz de Cristo.
E Ely prossegue explicando, agora com detalhes visuais:
- Amanhã (hoje), a Força Jovem levará para o Mário Filho nada menos que 100 cruzes de Cristo e 60 bandeiras, das quais 20 medem 5 x 3 metros cada uma. Nada disso. E não vamos parar ai. Teremos também nas arquibancadas uma bandeira de 10 x 12 metros, a maior vista em mastro no Estádio. E tem mais impacto. Mais beleza. Anote: muito papel picado, serpentina e confeti. Será, tenho certeza, um espetáculo digno do maior palco futebolístico do mundo, que é o Mário Filho.
Sem dormir, pois os preparativos para o jogão desta tarde tem lhe tomado todo o tempo, Ely mesmo assim se diz feliz e recompensado.
- Veja você que, muitas facções da nossa Torcida e telefonemas suas vindas amanhã (hoje). De Petrópolis virão 30 ônibus. A Vascaço, de Volta Redonda, desce 20, Vascoelho de Coelho da Rocha, com 20. Vasconçalo de São Gonçalo com 20. E, se não bastasse, teremos ainda o apoio das Torcidas de Teresópolis, Friburgo, São Lourenço, Goiás, Florianópolis, Brasília e Uberaba. Vai ser endoidar qualquer um.
Ely está agitado. Com pressa. Mas antes de despedir-se, mostra um cheque e muito orgulhoso, explica a sua origem.
- Veio de Cornélio Procópio, lá no Paraná. É uma doação de Vascaíno Carlos Alberto Gonçalves de Faria, que é sócio-adepto da Força Jovem. Não é bacana ser Vasco?
Fonte: Jornal dos Sports 29 de Maio de 1977   

Força Jovem Jornal dos Sports 1977

Força Jovem Maracanã 1977


terça-feira, 11 de dezembro de 2018

TOV 1969: TORCIDA GARANTE O APOIO

Com o braço fraturado na viagem a São Paulo e impedida de assistir ao jogo de hoje e de incentivar seu time a vitória, Dulce Rosalina garantiu que os jogadores não deixarão de ser apoiados pelos torcedores, dos quais deixarão de ser apoiados pelos torcedores, dos quais é a Líder.
- Seja qual for o resultado, nossos jogadores merecem a solidariedade da Torcida. Sei que eles farão qualquer sacrifício pela vitória. Se não ganharem do Botafogo, ficaremos tristes, mas não estaremos desesperançosos. O time do Vasco é bom, o Campeonato não está definido e nossas possibilidades continuarão de pé, disse Dulce Rosalina.
A vitória, porém, é a que Dulce deseja. E ela diz que o time tem condições para consegui-la.
- A equipe do Botafogo é muito boa, mas a nossa não lhe deve nada. Se eles tem grandes jogadores em determinadas posições, nós temos bons jogadores em todas as posições. Num jogo assim, a meu ver muito equilibrado, a Torcida exerce papel importante. O que eu peço, na oportunidade, é que nenhum Vascaíno em boa saúde fique em casa. Vá ao Estádio apoiar o nosso time. Se a Torcida leva um time a frente, esta é a hora de mostrar que a do Vasco não pode contrariar a regra.
A promessa de comparecimento de uma caravana de Petrópolis deixou Dulce Rosalina emocionada.
- Estes são os verdadeiros Vascaínos. Gente que enfrenta estrada, atropelos, mas não deixa seu clube abandonado. Gostaria de estar junto com eles. Agora não será possível. Espero, porém, festejarmos o título unidos. Ou alguém duvida de que o Vasco será o campeão?

PETRÓPOLIS DESCE
Até ontem, o Chefe da Torcida Organizada do Vasco de Petrópolis, já tinha conseguido a lotação de dois ônibus. Este número, porém, deve crescer, diante da procura, que aumentou muito durante a noite. Os municípios vizinhos se associaram a iniciativa e muitos torcedores já pediram suas resevas, que serão confirmadas esta manhã. Além dos ônibus especiais, os que servem a linha Rio-Petrópolis em horários normais também estão praticamente lotados. Petrópolis espera descer com mais de dois mil torcedores para incentivar o Vasco.
Fonte: Jornal dos Sports 04 de Maio de 1969


TOV Jornal dos Sports 1969

TOV Maracanã 1969

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

VASPAVUNA 2018: FESTA DA VASPAVUNA 21 ANOS

Fala seus loucos da Barreira, mais um ano se passando, eis que chega a festa mais esperada do ano é isso mesmo rapaziadinha FESTA DA VASPAVUNA então finge que é fofoca e espalha pra geral contamos com a presença de vocês pra comemorar mais 1 ano com a família VASPAVUNA e o esquema é aquele de sempre CHURRASCO NA BRASA, CERVEJA GELADA, PISCINA LIBERADA E AQUELA RESENHA DA MELHOR QUALIDADE. Não fiquem de fora dessa, mais informações com a DIRETORIA
#VASPAVUNA
#SomosTorcida
#21Anos
#PavunaTemDono
#VaspavunaÉMidia
#GestãoInteligente
```VASPAVUNA ACIMA DE TUDO E VASCO ACIMA DE TODOS```
💢💪🏽



sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

VASCO RAÇA 1981: RIFA

A Rifa de uma Variant 1972, que está marcada para correr no dia 25 deste mês. L. F. fica transferida para o dia 30 de Maio do corrente ano. Maiores detalhes com a Diretoria na Sede em São Gonçalo.
Fonte: Jornal O Fluminense 24 de Abril de 1981

Vasco Raça Jornal O Fluminense 1981

Vasco Raça São Januário 1978

Vasco Raça São Januário 1979

Vasco Raça Maracanã 1981

Vasco Raça São Januário 1982

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

FEMININA CAMISA 12 E RENOVASCÃO 1978: TORCIDAS NÃO CONCORDAM COM ADVERTÊNCIA A DIRCEU

A exemplo do leitor de Brasília, telefonaram ontem vários Vascaínos, solidarizando-se com o movimento iniciado por Dulce Rosalina e que tem adesão maciça de todas as facções da Torcida do Vasco.
A disposição geral é realizar, hoje em São Januário, uma grande manifestação de desagrado pela forma como foi feita a advertência a Dirceu. Iara da Feminina Camisa 12, garante que poucas vezes a Torcida Vascaína terá feito uma demostração tão veemente de insatisfação.
Fonte: Jornal dos Sports 07 de Maio de 1978


Feminina Camisa 12 e Renovascão Jornal dos Sports 1978

Feminina Camisa 12 Jornal dos Sports 1978

Vasco Dirceu 1978

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

TOV 1977: PRIMEIRA FACÇÃO DE TORCIDAS DO RIO DE JANEIRO A POSSUIR SEDE PRÓPRIA

Nossa vibração é constante. No campo, Bicampeão com ensaio de olé. 
Nas arquibancadas, a Torcida Organizada do Vasco (TOV), deslumbrando a tudo e a todos.
Saibam, amigos Vascaínos, inauguraremos nossa Sede, a Rua Voluntários da Pátria, 187, apartamento 303 Botafogo, Rio de Janeiro.
E esta inauguração deverá ocorrer na data em que nossos jogadores receberem suas faixas de bicampeão (no máximo dentro de vinte dias), Seremos a primeira facção de Torcidas do Rio de Janeiro a possuir Sede própria. E não ficaremos ai, Nossa Sede da Zona Norte será anunciada breve, Outras virão. E não poderia ser diferente. Afinal a TOV, Professora das Torcidas, além de Rainha das Arquibancadas, é a pioneira das Torcidas do Brasil.
Qualquer correspondência, a partir de hoje, deverá ser remetida para o endereço acima.
Lembramos de nossa reunião, nesta quinta feira, dia 12 de maio em São Januário.
TOV é Vasco, ou seja, grandeza acima de tudo!
Roberto, Diretor de Divulgação e Relações Públicas da TOV.
Fonte: Jornal dos Sports 10 de Maio de 1977

TOV Jornal dos Sports 1977

TOV Maracanã 1977

TOV São Januário 1977


segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

VASCACHAÇA 1976: JOGOS DE FUTEBOL DE CAMPO E SALÃO FUTEBOL DE CAMPO: TROFÉU CONFRATERNIZAÇÃO

No dia 18 de Janeiro a equipe de futebol da Torcida Organizada Vascachaça estará enfrentando a Torcida Flubino no Campo do Cometa, jogo válido pelo Troféu Confraternização. Dona Délcia, Presidente da Vascachaça fará a entrega do Troféu, patrocinado pelos componentes da Torcida.
Claudionor e Nícia (09/01)

QUADRANGULAR DE FUTEBOL DE SALÃO
Comunicamos que a Banda de Brás de Pina realizará no dia 17 de Janeiro, no Brás de Pina Country Clube, um sensacional quadrangular de Futebol de Salão, com participação das famosas Torcidas Vascachaça, Faroflafla, Vasco Real e a Banda de Brás de Pina.
A abertura do Torneio será com uma partida amistosa de Salão feminina entre a Banda de Brás de Pina e a Vascachaça, com a Banda representada pela brilhante Feminina Camisa 12 do Vasco. Contamos com a presença da equipe do Bate Bola e todos os leitores.
Nilson Ribeiro, Diretor de Esporte da Banda de Brás de Pina (16/01)
Fonte: Jornal dos Sports 09 e 16 de Janeiro de 1976

Vascachaça Jornal dos Sports 1976

Vascachaça Jornal dos Sports 1976


quinta-feira, 29 de novembro de 2018

TORCIDAS DO VASCO 1981: Iº CONGRESSO DE TORCIDAS DO VASCO

A coordenação do 5º Concurso de Rainha das Torcidas do Vasco vai realizar o 1º Congresso de Torcidas do Vasco da Gama, dia 07 de Novembro de 1981 no Club Municipal, Rua Hadock Lobo, 386. 
Já inscritas para participar do evento as seguintes Torcidas: Feminina Camisa 12, Renovascão, Motivascão, Vasco Real, Força Jovem, Adeptos de Petrópolis, Resenvasco, Vascaé, Vasperuna, Vascapixaba (Vitória ES), Vaspanema, Vasbicão, Vasteles, Vascalhau, Vascobola, Vasnoguchi, Vasguaçu e Vasconjunto.
A solenidade de abertura do Congresso estarão presentes diversos Prefeitos de Cidades do Estado do Rio e a Diretoria do Vasco. 
Bola Social associa-se  a iniciativa dos jovens Vascaínos, parabenizando a mocidade desportiva torcedores do Clube da Colina (23/10)
Um programa simples mais atraente, anotem: as 20 horas, abertura do Congresso, 20 hs e 30 min, apresentação das candidatas do 5ª Concurso de Rainha das Torcidas do Vasco, 21 horas, Grandioso Bingo. 
Durante a festividade, serão sorteados brindes aos possuidores de cartão do Bingo. 
Vai ser uma grande noitada, com pescaria, roleta, argola, doces e refrigerantes. (11/11)
Fonte: Jornal dos Sports 23 de Outubro e 11 de Novembro de 1981

Torcidas do Vasco Jornal dos Sports 1981

Torcidas do Vasco Jornal dos Sports 1981


quarta-feira, 28 de novembro de 2018

VASBICÃO 1978: VENHA SER SÓCIOS DA VASBICÃO

Através desta tão famosa e querida coluna, onde os torcedores de todo o País externam suas opiniões sobre os acontecimentos esportivos, a Torcida Vasbicão. 
Com Sede no Largo do Bicão, Vila da Penha, convida a todos os Vascaínos para que façam parte da mesma.
Para isso aconteça, basta que os interessados compareçam em frente a Lanchonete Vila da Penha, no Largo do Bicão e procurem a Neide, a Ivone, ou qualquer outra pessoa da Vasbicão. 
A Lanchonete é o ponto de encontro da rapaziada e não faltará quem lhes prestem maiores informações sobre como fazer para ingressar na Torcida.
Após sua devida inscrição na Vasbicão, o novo integrante pagará uma leve taxa para a aquisição de sua carteirinha. 
A Vasbicão também tem a venda chaveiros, plásticos e escudos do nosso glorioso Vascão da Gama.
Qualquer dúvida será esclarecida pelo Jornaleiro Fernando, que tem seu estabelecimento em frente a Lanchonete Vila da Penha.
Neide e Ivone, Largo do Bicão, Vila da Penha Rio de Janeiro.
Fonte: Jornal dos Sports Coluna Bate Bola 08 de Março de 1978

Vasbicão Jornal dos Sports 1978

Vasbicão Maracanã 1978


terça-feira, 27 de novembro de 2018

VASCOMPLÔ 1978: FUNDAÇÃO

Volto a escrever para esta simpática coluna para agradecer pela divulgação de nosso grupo, Complô, de Rocha Miranda, que estará abrilhantado o carnaval da Associação Comercial e Industrial de Rocha Miranda. Dentro do grupo, formado na sua maioria de Vascaínos, foi fundada a mais barulhenta Torcida do Rio. 
A Vascomplô, que em breve já estará acompanhando todos os jogos do nosso querido Vasco da Gama.
A Vascomplô está assim formada:
Diretor Presidente: Paulo Roberto dos Santos Paula
Diretor Tesoureiro: Jorge Jarrão
Diretor Social: Zezé Santana
A nossa estréia será domingo, dia 19, no jogo contra o Londrina. 
Nesse jogo, tenho certeza, comemoraremos a classificação do Vascão para a fase final do Campeonato Brasileiro. 
Vamos nos classificar, porque somos, sem dúvida alguma, o melhor time do grupo S.
Mas, o assunto agora é carnaval, e como não poderia deixar de ser, o Complô, já está pronto para comemorar mais um carná. 
Hoje será o último ensaio da bateria. Este ano a bateria só tem fera, Jansen Patinete (surdão), Jorge Jarrão (bumbo), Esquilo (cuíca), Cazuza Morcego (tamborim), Francisco 1001 (caixa), Tio Durão e Lingüiça (repinique) e o internacional gajo (tarol). Ano que vem, tudo sai bem. Sai no Complô e tenha um melhor carnaval. Mas este ano, entre para a Vascomplô.
Paulo Roberto Matos Couto Coroa dos Santos, Relações Públicas
Fonte: Jornal dos Sports 02 de Fevereiro de 1978

Vascomplô Jornal dos Sports 1978


sábado, 24 de novembro de 2018

FORÇA JOVEM E TOV 1993:TORCIDA PROMETE INVASÃO

A Torcida do Vasco promete tomar de assalto o Maracanã. 
Os Chefes das principais facções estimam a presença de 70 mil Vascaínos para apoiar o Campeão da Taça Rio. 
Além disso, prometem um show nas arquibancadas, com direito a coreografias novas e visual caprichado. Ou seja, eles esperam ganhar o jogo no grito e empolgar o time que busca o Bicampeonato estadual.
César Amâncio, da TOV (Torcida Organizada do Vasco), promete levar muito papel picado, papel higiênico, bolas coloridas e adereços de mão, uma das características da Torcida do Vasco, pioneira neste tipo de incentivo. O capricho no visual também será visto em dois bandeirões.
- Trata-se das duas maiores bandeiras de Torcida Organizadas do Brasil, frisa Amâncio César, uma tem 1.700m2 (FJV) e outra 1,500m2 (TOV). Mas elas serão apenas detalhes perto da grande festa que vamos fazer. Vamos ganhar este campeonato ganhar este campeonato no grito, no incentivo de todos os torcedores Vascaínos.
A TOV ainda promete levar ao Maracanã enormes cruzes de malta vermelha e faixas. Um show de visual que deve ser completado pela Força Jovem, a maior Torcida Organizada do Vasco, Antônio Brás, ex Presidente desta facção, garante que 70 bandeiras, adereços de mão e o conhecido incentivo e empolgação darão o toque de força. Para ele e Amâncio César não existe escrita. Só existe otimismo.
- Não existe escrita. Só se for a nossa favor. Afinal, o Fluminense não vence o Vasco há dois anos, lembra o otimista Amâncio César.
- Eles agora é que são fregueses. Aliás, não só eles: o Vasco não perde um clássico carioca há quase um ano.
Fonte: Jornal dos Sports 10 de Junho de 1993

Força Jovem e TOV Jornal dos Sports 1993

Força Jovem Maracanã 1993

TOV Maracanã 1993



quarta-feira, 21 de novembro de 2018

VASCO RAÇA 1978: DIRETORIA

Estamos pela primeira vez, no Bate Bola para fazer a nossa apresentação como a mais jovem Torcida Organizada do Vasco da Gama sediada no progressista município de São Gonçalo.
Nosso ideal nada mais é do que nos juntar as outras facções numa corrente para frente num incentivo cada vez maior ao Gigante da Colina a esta massa incomensurável e indubitavelmente a maior e melhor do Brasil.
Para esta gestão temos a frente Vascaínos natos e da estirpe de:
Presidente: Antônio Caravela
Vice Presidente: Ângelo Castro
1º Secretário: Carlos A. Teixeira
2º Secretário: Clóves F. dos Santos
1º Diretor de Patrimônio: Joares Costa
2º Diretor de Patrimônio:Edgard Toffano
Diretor de Esportes: Odemar S. Furtado
Relações Públicas e Chefe de Torcida: Edson Rodrigues
Conselheiros:Narciso Filho, Severino Mendes, Luiz Vaz Vieira, Ignanci Santos e Jacira Costa
É isso ai, nossa Torcida tem por base a abolição do racismo no desporto brasileiro fato que o Vasco da Gama é o pioneiro. 
Em frente Vascão, em frente Nação Vascaína.
Edson Rodrigues, São Gonçalo
Fonte: Jornal dos Sports 13 de Maio de 1978

Vasco Raça Jornal dos Sports 1978

Vasco Raça São Januário 1978

Vasco Raça Maracanã 1978