quinta-feira, 30 de novembro de 2017

VASCACHAÇA 1975: PRESIDENTE DONA DÉCIA

A Torcida Organizada Vascachaça, em assembléia realizada na terça feira, elegeu por unanimidade Dona Décia como Presidente da Torcida, pelo apoio e carinho que vem oferecendo aos componentes da Vascachaça do Engenho de Dentro. 
Dona Décia promete que fará uma festança se o nosso Vascão for campeão carioca de 1976
Delmar e Claudionor, Engenho de Dentro
Fonte: Jornal dos Sports 01 de Agosto de 1975

Vascachaça Jornal dos Sports 1975

Vascachaça Jornal dos Sports 1977

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

FORÇA JOVEM 1973: PARA RÉGIO O VASCO VAI ACABAR COM O MITO

CONCURSO O MAIS QUERIDO DO BRASIL
Régio Henrique, funcionário da CEDAG, torcedor do Vasco e da Força Jovem, também veio a Redação do JS e no Departamento de Certames prestigiar o seu clube. Mas não foi muito bem recebido pela sua colega rubro negra Maria Magali (e rivalidade entre Vasco e Flamengo é verdadeiramente séria).
Na contagem dos votos, o Vasco levava ligeira vantagem e ele, em tom de brincadeira, disse para ela que “a maioria esta na frente”.
A resposta veio em cima:
- É lógico, estão comprando votos adoidados, é uma humilhação a Torcida do Flamengo participar desse concurso, porque todo mundo sabe que é a maior Torcida.
Mas Régio estava tranqüilo. Depois falou que o fato da Torcida do Flamengo ser maior “ é mito”.
- Esse Consurso serve de uma vez para dissipar o mito de Clube mais popular do Rio. Afinal no domingo mesmo, quando houve a decisão, dividimos o Estádio.
Régio pede para que todos os que compram o Jornal e não participam do Concurso lhe dêem o cupon. Ele já depositou mais de cem votos.
- De uma vez todas, vamos mostrar que a Torcida do Vasco é, realmente uma força. Quem é grande não precisa crescer. Isso serve também e muito bem, para o Botafogo.
Régio, quase ao final da apuração, ria muito.
- O segundo lugar, para eles, até que é justo.(17/05)

ELY ACHA MUITO DIFÍCIL O VASCO PERDER
Estamos soltando os votos na medida do possível. Conforme vem chegando, nós vamos colocando nas urnas. No final veremos que ganha.
-Ely, Chefe da Força Jovem do Vasco, estava presente a apuração do Concurso do Clube Mais Querido. Ele foi um dos poucos que ficaram até o fim dos trabalhos.
Apesar da boa vantagem que o Vasco leva sobre o Flamengo, Ely admite uma reviravolta, mas acha que isso é quase impossível. Os Vascaínos acham que o negócio é mostrar a força do Vasco e pedem o apoio de todas suas seis Torcidas: Leões Vascaínos, TOV, Adeptos de Petrópolis, Fúria Vascaína de Niterói, Feminina Camisa 12 e Força Jovem para que colaborem com bastante votos.
A guerra das duas Torcidas também começou muito cedo na sala de apuração. Os Vascaínos que eram a maioria não pararam um instante tinham sempre uma resposta na sobra para dar. “Cala a boca ai o Bacalhau”., Bacalhau é uma comida cara, não é para qualquer um, agora o Mobral é para todos, é grátis. O Vasco é Vasco o resto é resto.
Ely também falou muito no concurso de Torcida, ganho pelo Flamengo.
- Acho que ninguém quer acabar com o mito Flamengo, pois todos viram claramente que o Vasco foi melhor em tudo. A nossa bandeira com 1.250 metros quadrados, superou a do Flamengo se é que aquilo era bandeira, a nossa é a maior do Brasil.
Dona Maria Madalena foi outra que veio incentivar o Vasco, justamente com Marly Pedroso e Régio Henrique, que deram a maior força ao Vasco, Dona Maria Madalena colocou setenta votos para colaborar com o Vasco e não faltou em um só momento com sua resposta na guerrinha de nervos.(01/06)
Fonte: Jornal dos Sports 17 de Maio e 01 de Junho de 1973

RESULTADO DO CONCURSO
Flamengo "O Mais Querido do Brasil" 
Vasco "O Mais Querido da Guanabara." 

Força Jovem Jornal dos Sports 1973

Força Jovem Jornal dos Sports 1973

Força Jovem Jornal dos Sports 1973

terça-feira, 28 de novembro de 2017

TOV 1965: TORCIDA DO VASCO DECLARA GUERRA A ARMANDO MARQUES

- Se esse homem, se é que se pode falar assim, tiver um pouquinho de vergonha na cara, nunca mais entrará no Maracanã para apitar jogo de futebol, disse-nos, ontem, Dulce Rosalina, Chefe da Torcida Vascaína, referindo-se ao Juiz Armando Marques.
- Mas pode ele estar certo, prosegue, que cada vez que pisar a grama do Estádio para apitar jogo do meu Clube, será recebido debaixo daquela mesma vaia com que foi “premiado”. Já que os dirigentes não tomam providências para que os jogos de futebol sejam somente jogos de futebol, nós, os torcedores, vamos tomar.

O SACRIFICADO
- Chega! Estamos cansados de ver o vedetismo do Armandinho. 
Os torcedores, sejam de que Clube forem, que vem de Caxias, da Penha, de Realengo ou de Campo Grande, pagando ingresso de 600 cruzeiros, gastando um dinheirão em passagens, jantando sanduíche e andando a pé um estirão porque não temos condição no Maracanã, fazem todo esse sacrifício para ver seus respectivos times e não para assistir aos pulinhos de um juiz que por todos os meios deseja mostrar que é autoridade.
Fiquem certos todos, que não queremos ver esse mocinho apitando jogo do Vasco. Nossa Torcida sempre foi ordeira e sabe receber com dignidade uma derrota, como sabe festejar ruidosamente uma vitória. Mas esse juiz, se tiver o descaramento de voltar a apitar jogo do Vasco, será sempre recebido com aquelas mesmas palavras, em forma de vaia.
Fonte: Jornal Luta Democrática 13 de Agosto de 1965

TOV Jornal Luta Democrática 1965

TOV Dulce Rosalina Jornal Luta Democrática 1965

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

VASCO 1948: MARCHA CARNAVALESCA

Marcha carnavalesca dedicada ao C. R. Vasco da Gama, Campeão Invicto de 1947
Música e letra de Raul Longras e X. Paiva
Coro:
Casaca,
Casaca,
Casaca-zaca-zaca,
A turma
É boa
É mesmo da fuzarca!
Vasco! ...
Vasco! ...
Vasco! ...
O almirante e o corvo estão com a razão
Por isso mesmo
Que o Vasco é Campeão
**
Cai o América
Flamengo e Botafogo..
Os Bariris
Nós fizeram comer fogo!
Não vai ser nada
Não lamente seu Paranho.
Passou o susto
É o campeonato já esta ganho.
Esta marcha será irradiada pela “Pedrinha na Shooteira”, hoje as 19.15 horas no Dadio Clube do Brasil e no encontro Vasco x Palmeiras pelos alto-falantes do Estádio de São Januário.
Fonte: Jornal dos Sports 1948

Vasco Jornal dos Sports 1948

TOV Jornal O Globo Esportivo 1948

TOV Jornal O Globo Esportivo 1948

domingo, 26 de novembro de 2017

TOV E LEÕES VASCAÍNOS 1969: TORCIDA FESTEJA O TÍTULO DE CAMPEÃO CARIOCA JUVENIL DE 1969


TOV e Leões Vascaínos foto Alexandre Mesquita 1969

TOV e Leões Vascaínos foto Alexandre Mesquita 1969

TOV e Leões Vascaínos foto Alexandre Mesquita 1969

TOV e Leões Vascaínos 1969

TOV e Leões Vascaínos 1969

sábado, 25 de novembro de 2017

FORÇA JOVEM 2000: PRESIDENTE DE TORCIDA ACUSA HACKERS

O Presidente da Torcida Organizada Força Jovem do Vasco, Alexandre Coelho de 38 anos, o Cabola, informou que a sua página na internet foi invadida por hackers, que inseriram imagens não condizentes com a filosofia e o comportamento de seus mais de 30 mil filiados em todo o País.
“Infelizmente, não é a primeira vez que isso acontece. Por conta disso, estou até respondendo a processo na polícia”, disse Cebola.
Segundo ele, a página não está mais vinculada a FJV.

Força Jovem 2000

Força Jovem Maracanã 2000

Força Jovem Maracanã 2000

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

FORÇA JOVEM 1994: CRUZEIRO X VASCO DELEGAÇÃO AJUDA A TORCIDA

Por muito pouco o clássico interestadual não se realiza.
No caminho para o Mineirão, o ônibus que conduziu a delegação do Vasco cruzou com um grupo de torcedores da Força Jovem que estava sendo agredido por PMs chefiados pelo Major Jaime. 
Alguns dirigentes, membros da comissão técnica e jogadores desceram para ajudar os Vascaínos que estavam em apuros. 
O preparador de goleiros Paulo César quase foi preso. Houve agressões e bate boca. Diante deste quadro, o Vice-Presidente de Futebol, Eurico Miranda, exigiu policiamento redobrado para que o Vasco entrasse em campo.
- Você não está no Rio de Janeiro. Aqui a coisa é mais séria, exaltou-se o Major Jaime, que pouco fez para evitar o tumulto.
Segundo o Capitão Garibaldo, os Vascaínos da Força Jovem foram interceptados e obrigados a descerem do ônibus quando estavam atirando morteiros na direção de torcedores do Cruzeiro. O ambiente tenso envolveu a todos. 
Somente depois da confirmação de que 250 policiais estariam presentes ao Mineirão é que o tricampeão do Rio aceitou entrar em campo, com meia hora de atraso.
Fonte: Jornal dos Sports 25 de Agosto de 1994

Força Jovem Jornal dos Sports 1994

Força Jovem Maracanã 1994

Força Jovem Maracanã 1994

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

TOV 1973: TORCIDA DO VASCO SEMPRE FOI A PRIMEIRA

Quem Afirma é a Chefe da Organizada, Dulce Rosalina
A Torcida do Vasco não tem mais dúvidas de que já ganhou o Concurso do Jornal dos Sports e da Revista Placar, “que só veio confirmar qual é a maior Torcida do Rio de uma vez por todas”, segundo disse ontem Dulce Rosalina, Chefe da Torcida Organizada, para quem a vantagem do Vasco sobre os outros Clubes só tenderá a aumentar daqui até o final da apuração.
- O que está nos preocupando agora é o resultado do Concurso Nacional, no qual o Vasco se encontra em terceiro, atrás do Flamengo e do Coritiba. Mas nós vamos trabalhar para colocar o Vasco também em primeiro, disse Dulce na Redação do JS.
A Chefe da Torcida Organizada do Vasco aproveitou para fazer um apelo aos Vascaínos de todos os Estados do Brasil para que não deixem de votar, aproveitando esta oportunidade para mostrar o prestígio e a força nacional do Clube.
Segundo Dulce, a liderança da Torcida Vascaína no Rio é o resultado da união e do trabalho de todas as Torcidas do Vasco, que estão trabalhando em conjunto, pedindo e insistindo junto aos torcedores para que não deixem de votar.
Além da Torcida Organizada, que Dulce chefia há 16 anos, estão participando da organização da campanha o Ely, da Força Jovem, o César, o Santana da Fúria Vascaína de Niterói e o Eli Fernandes representando os Adeptos de Petrópolis.
Dulce Rosalina disse que além de estar contando com a maior participação dos torcedores de outros Estados a partir de agora, está faltando também maior colaboração por parte dos dirigentes, conselheiros e beneméritos do Vasco com a torcida carioca, “exceção para o João Silva e o falecido Amadeu Sequeira: para este, eu rezo todos os dias.”
Fonte: Jornal dos Sports 15 de Março de 1973

TOV Jornal dos Sports 1973

TOV São Januário 1974

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

terça-feira, 21 de novembro de 2017

FEMININA CAMISA 12 1973: TORCIDA FEMININA INCENTIVA TIME E HOMENAGEIA POLÍCIA

A Torcida Feminina Camisa 12 do Vasco, volta amanhã ao Mário Filho para incentivar seu time na decisão do Segundo Turno do Campeonato Carioca e ao mesmo tempo, para prestar homenagem a Chefe da Polícia Feminina do Estado da Guanabara.
Iara uma das líderes da Camisa 12, convoca todas as suas companheiras para se reunirem, hoje as 13 horas. 
No Mário Filho ficarão entre as Torcidas Organizada (TOV) e a Força Jovem.
“ O Vasco nunca precisou tanto de nosso incentivo quanto agora. Perdemos a decisão do primeiro turno e temos que ganhar essa”, disse Iara, certa de que a Torcida do Vasco vai comparecer em peso e o time dará a grande alegria que todos os Vascaínos esperam.
Fonte: Jornal dos Sports 22 de Julho de 1973

Feminina Camisa 12 Jornal dos Sports 1973

Feminina Camisa 12 Maracanã 1974

Feminina Camisa 12 São Januário 1975

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

LEGIÃO DA VITÓRIA 1943: CONFLITO NO CAMPO DO VASCO

Dois homens mortos a bala enquanto três outros ficaram feridos. Um deles em estado grave no H.P.S.. Acusado um policial, preso e autoado no 16º Distrito Policial.
Episódios dolorosos empanaram o brilho da tarde esportiva de ontem, na cidade, com o desastre do Campo do São Cristóvão e um outro acontecimento registrado na praça de sports do C. R. Vasco da Gama, em São Januário.
Terminada a partida ali realizada entre o Vasco e o Madureira, jogadores deste último grêmio dirigiram-se para o vestiário afim de mudar de roupa, quando exaltados torcedores que se encontravam numa arquibancada atiraram-lhes cascas de laranjas e mesmo pedras. Alguns dos players não ligaram maior importância ao fato. Outros, porém, detiveram-se e invetivaram o procedimento dos torcedores resultando daí um “sururu”, fato ordinário em campos de futebol. Policiais que se encontravam nas imediações dirigiram-se a correr para o local do tumulto, inclusive uma força do 5º Batalhão da Polícia Militar, ali destacada para o policiamento, entre os quais se encontrava o soldado nº 209.

LAMENTÁVEL DESFECHO NO JOGO DE ONTEM NO ESTÁDIO VASCO DA GAMA
O futebol teve ontem de fato um dia negro. Tecnicamente no Estádio Vasco da Gama, a jornada transcorreu discreta e até certo ponto desagradável, culminando com a atitude intempostiva de um policial que sem razão plasível desfechou contra a arquibancada popular vários tiros que atingiram cinco assistentes dois dos quais morreram.
A simples notícia dessa ocorrência deixa evidenciado a importância da ocorrência, lamentável sob todos os pontos, porque absurda e incompreensível, partida de um representante da autoridade policial.
Em outro local divulgaremos noticiário amplo sobre tão deplorável acidente que deixou sem vida duas pessoas que se encontravam pacatamente sentadas em uma arquibancada.

NOTA OFICIAL DO CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA
O Club de Regatas Vasco da Gama torna pública a sua revolta e seu pesar pelos deploráveis acontecimentos no seu Campo de Futebol, durante a partida entre a sua equipe e a do Madureira A. C., de que resultaram várias vítimas, uma das quais trazia na lapela o escudo do Club. Não pode ser indiferente a tais fatos, e, querendo dar melhor testemunho do seu pesar, alem da assistência oficial que lhe cabe a todas as vítimas, pede aos seus associados que compareçam as cerimônias fúnebres que foram celebradas.
Fonte: Jornal A Noite 20 de Setembro de 1943

Legião da Vitória Jornal A Noite 1943

Legião da Vitória Jornal A Noite 1943

Legião da Vitória Jornal A Noite 1943



domingo, 19 de novembro de 2017

TOV E FORÇA JOVEM 1982: TORCIDA DO FLU NÂO ACREDITA NO VASCO E ACEITA O DESAFIO

“Eu mudo de nome se a Torcida do Vasco invadir o Maracanã como prometeu. Mudo de nome e dou entrevista para quem quiser usando a camisa do Vasco.” Esta é a resposta de Zezé, componente da Força Flu, as declarações do Chefe da TOV, Amâncio César, de que a Torcida Vascaína vai tomar o Maracanã no clássico de amanhã.
Antônio, Chefe da Força Flu, também não acredita na Torcida do Vasco, “eles são de muito blá-blá-blá, mas na hora do vamos ver, quem manda brasa é a Torcida do Flusão”. Para enfrentar os Vascaínos, Antônio mostra que sua Torcida não está para brincadeira:
- Vamos levar 15 peças de bateria, uma tonelada e meia de papel picado, 1000 rolos de papel higiênico e 50 bandeiras. Vamos ver quem vai invadir o Maracanã. Pago para ver se eles (a Torcida do Vasco) vão conseguir alguma coisa.

DE CAMINHÃO
Enquanto os tricolores se preparam para dar resposta ao desafio, os torcedores do Vasco, mostram que domingo o espetáculo proporcionado vai ser belíssimo. Pelo menos é o que promete Ely Mendes, Chefe da Força Jovem:
- Para você ter uma idéia da quantidade de material que nós, da Força Jovem, vamos levar para o Maracanã, basta dizer que precisamos alugar um caminhão para deslocar as coisas para São Januário. E por isso que eu assino embaixo do que disse o Amâncio César: a Torcida do Vasco vai invadir o Mário Filho amanhã. (07/08)

NA TORCIDA, VASCO GANHOU O DUELO
Talvez mais importante que o jogo, entre Vasco e Fluminense, tenha sido o duelo entre as Torcidas dos dois times que prometeram durante toda a semana lotar o Maracanã para incentivar seus jogadores, numa demonstração de força popular.
Nesta briga de Torcida, o Vasco venceu o duelo, demorando mais de 15 minutos na saudação de sua equipe quando ela entrou em campo. Toneladas de papéis picados, inúmeras bandeiras e estandartes foram utilizados pelos Vascaínos.
Até o meio de campo o Maracanã era inteiro do Vasco com o famoso coro – “Casaca, Casaca, a Turma é boa, é mesmo da fuzarca...” entoado no Estádio num ritual que sensibiliza aos ouvintes.
No lado tricolor, o mérito maior foram os vários quilos de pó-de-arroz quando o time entrou em campo, num gesto tradicional dos torcedores da equipe das Laranjeiras. No final, alguns se mostravam satisfeitos com o time, apesar da derrota.
Em toda a festa de ontem, o Maracanã só ficou em silêncio num momento, quando o Roberto se preparava para cobrar o pênalti nos últimos minutos de jogo. Com o gol a Torcida foi ao delírio, prometendo repitir a festa nas próximas partidas, inclusive contra os pequenos.
Amâncio César da TOV, Ely Mendes da Força Jovem, Iara Barros da Feminina Camisa 12 e Dulce Rosalina da Renovascão, estavam exaustos no final do jogo de tanto comandar as duas Torcidas, porém, gratificados com a boa vitória do Vasco. (09/08)
Fonte: Jornal dos Sports 07 e 09 de Agosto de 1982

Força Jovem e TOV Jornal dos Sports 1982

Força Jovem e TOV Jornal dos Sports 1982

sábado, 18 de novembro de 2017

VASCOCOTA 1977: SIGNIFICADO DO NOME DA TORCIDA

Venho por meio dessa tão conceituada coluna, agradecer em nome da Torcida Vascocota a todos desse jornal, pelo que vem fazendo ao esporte em geral e a oportunidade que vem dando a todos os faccionados do Brasil em exprimir suas idéias sobre seus clubes.
Aproveito para esclarecer quanto ao significado do nome de nossa Torcida, trata-se da Vascocota que, por ocasião da escolha do nome, tomamos por base a palavra Cocota (a moda atual) e não Cocotá, o nome de um Bairro da Ilha do Governador. Sei que a expressão usada por nossos amigos, não foi por mal, principalmente quando citada por nosso irmão Vascaíno Francisco das Chagas, que brevemente será o nosso representante legal na Cidade Satélite (Brasília), o qual mando um abraço em nome de todas as cocotinhas da nossa Torcida.
Paulo Aloísio (Anquito), Relações Públicas da Vascocota (27/08)
“ Já chegou aqui em Brasília o termo Cocota, referindo-se as menininhas, mesmo que não houvesse chegado até aqui, não faz muito tempo (4 meses) que sai do Rio e por este motivo, estou atualizado. Mas, realmente e, ainda mais para quem residiu, muito tempo na Ilha, se não houver um esclarecimento como agora houve, o pessoal não vai adivinhar o significado do nome  da Torcida, muito mais considerando que grande parte das nossas facções trazem em seus nomes a indicação dos Bairros que representam (exemplo: Vascentro, Vassucesso, Vascaraí, Vasconçalo etc). Mas, melhor ainda, a Vascocota é a facção que congrega as Cocotinhas cariocas e não a Vascocotá, facção que representa a Praia de Cocotá, na nossa Ilha do Governador. É o momento exato de os “insulanos do Governador” pronunciarem-se, fundando uma nova facção Vascaína.
Francisco das Chagas, Brasília (16/09)
Fonte: Jornal dos Sports 27 de Agosto e 16 de Setembro de 1977

SIGNIFICADO DE COCOTA
Gíria usada na década de 1970.
Significa: Gata, mulher que chama atenção! Mulher com aspecto de menininha!

Vascocota Jornal dos Sports 1977

Vascocota Jornal dos Sports 1977

Vascocota Maracanã 1979

Vascocota Kátia 1981

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

VASTELES 1977: CICLISMO

A Vasteles vem por meio desta solicitar a V. Sa, que seja publicada na Coluna Bate Bola uma promoção que se realizará no próximo domingo dia 13 de Novembro de 1977.
Esta promoção será uma competição de ciclismo, da qual participarão todas as equipes filiadas, junto a Federação de Ciclismo do Rio de Janeiro.
O Organizador desta competição será o Presidente da Vasteles Sr Manoel Gonçalves, juntamente com seus Diretores e contamos também com a colaboração do Deputado Silvério do Espírito Santo.
A programação será a seguinte:
1ª largada: 8.30 horas, juvenil e 1ª categoria 25 voltas no total de 32.500 metros.
2ª largada: 10.00 horas, 2ª e 1ª categoria no total de 50 voltas, totalizando 65 km.
Contamos assim com as demais facções do nosso Vasco, para participarem e prestigiarem a esta brilhante promoção.
Maurelio Carneval Marcial, Torcida Organizada Vasteles.
Fonte: Jornal dos Sports 05 de Novembro de 1977

Vasteles Jornal dos Sports 1977

Vasteles Jornal dos Sports 1978

Vasteles São Januário 1980

Vasteles São Januário 1982

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

VASCO 2017: MOSAICO EM HOMENAGEM AOS 90 ANOS DE SÃO JANUÁRIO

Obrigado a todos os Patrocinadores que acreditaram no nosso projeto desde o início. E que mesmo após tantos adiamentos, não nos pressionaram em nenhum momento, por entenderem que eram situações que não dependiam de nossa vontade. Mas no fim, deu tudo certo, e graças a vocês, teve início toda essa festa que pudemos proporcionar ao nosso Templo Sagrado.
Novamente, obrigado! E esperamos poder repetir essa parceria em ações futuras!
Agradecimento também aos torcedores que contribuíram com suas doações. Todos vocês fazem parte dessa história!
O Vasco merece muito mais do que podemos oferecer.
Saudações Vascaínas
Comissão de Festas Cruzmaltinas

Torcida do Vasco Mosaico 2017

Torcida do Vasco Mosaico 2017

Torcida do Vasco Mosaico 2017

terça-feira, 14 de novembro de 2017

TOV 1972: CASAMENTO DA FILHA DE DULCE ROSALINA

O zagueiro Dutra, casa-se hoje com a senhorita Maria de Lurdes Cabral Ponce de Leon, que é filha de Dulce Rosalina, a Chefe da Torcida Organizada do Vasco. 
A cerimônia será as 18 horas, na Igreja Bom Jesus da Penha e após o ato religioso, Dutra segue direto para a concentração, só partindo para a lua-de-mel depois do jogo com o Bangu.
Fonte: Jornal dos Sports 19 de Fevereiro de 1972

TOV Jornal dos Sports 1972

TOV 1972

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

TOV 1968: ESSA TORCIDA NÃO MERECIA TAL PROVAÇÃO

A Torcida do Vasco ofereceu um espetáculo de rara beleza quando o time entrou em campo, após a guerra de nervos que precedeu a apresentação das equipes, pois uma esperava que a outra entrasse primeiro. 
A Torcida Vascaína, que ocupava 50% das arquibancadas, aguardou a entrada do time com as bandeiras enroladas, numa expectativa de quase 15 minutos. 
Quando o time afinal apareceu, uma nuvem de papéis picados, foguetes e balões coloridos, as bandeiras desfraldadas e os gritos de entusiasmo abalaram o Estádio Mário Filho. 
Tudo inútil, só a Torcida tinha garra.
Fonte: Jornal dos Sports 09 de Junho de 1968

TOV Jornal dos Sports 1968

sábado, 11 de novembro de 2017

FORÇA JOVEM 1979: FLAMENGO X VASCO A MAIOR, E MAIS GOSTOSA, GUERRA NA ARQUIBANCADA

 Vasco x Flamengo. Tai o tipo do jogão que tem de tudo. Para todos os gostos. Tem Zico, Carpegiani, Adilio, Rondineli, Junior e Coutinho. Tem Roberto, Leão, Paulinho, Guina, Marco Antônio e Oto Glória.Tem festa, também, que ninguém mais tira o bicampeonato da Taça Guanabara do Mengão. Tem guerra. Catimba, E muita festa.
E que torcidas podem ser mais empolgadas do que a de um flamengo já campeão e a de um Vasco querendo estragar a festa do seu mais tradicional rival? E em qualquer situação, sob qualquer ótica, este sempre será o mais popular e disputado clássico do futebol brasileiro. Aquele que mais apaixona.
De um lado, a Raça Rubro Negra, sem dúvida a Torcida que mais agita os nossos campos, atualmente. Uma patota da pesada. Um grupo que, em apenas dois anos de existência, já se instalou, definitivamente, entre os mais inflamadas facções de Torcidas. Um time que joga, fora de campo, 90 minutos. Sem parar.
Do outro, a Força Jovem do Vasco. Aquela Torcida que não é exagero apontarmos como a que mais criou, no Estádio Mário Filho, em seus dez anos de marcante presença nas arquibancadas. Uma Torcida que mistura calor e luxo. Algo que lembra muito aqueles sensacionais desfiles da Beija Flor.
Cláudio e Ely, os líderes da Raça e da Força Jovem vieram ao JS. Com eles, alguns dos principais nomes dessas duas facções. Com a camisa do Flamengo, Welington, Ana, Beto, Walmir, Cristina e Sandra. Com a camisa Vascaína, Antônio e Sueli. A primeira vitória do Mengão nesse jogo foi aqui na Redação.
Cláudio trouxe a confirmação do Concurso que as Torcidas Organizadas do Flamengo vão promover, amanhã.
- Vamos premiar a bandeira mais bonita do Flamengo. E vamos sortear dez títulos patrimoniais do Clube, 16 camisas autografadas e mais bicicletas e uma viagem, para uma criança com direito ao acompanhante, em um dos jogos do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Quer dizer, este domingo vai ser de festa para os rubro-negros. Mas como nós somos especiais, vamos deixar o pessoal do Vasco entrar, também. Só que eles vão ter mesmo é que ficar batendo palmas.
Ai, Ely não agüentou. Entrou com tudo.
- Que festa? Já viu duro fazer festa? A Torcida do Vasco é quem vai dar um banho, domingo. Mesmo sabendo que esse turno já era. Acontece que nós estamos pensando no Campeonato. E um título desses fica muito mais gostoso com uma vitória sobre o Flamengo. Uma, não. Mais uma. Eles já estão acostumados a perder.
O domingo vai ser uma espécie de “tarde dos presidentes”, também. A gente acaba concluindo que Márcio, Helal e Agartino estão bem com a galera. Senão, vejamos. Márcio e Helel vão desfilar na geral e nas arquibancadas. Agartino será homenageado dentro de campo.
O papo corria tranqüilo, cada um falando das suas Torcidas até que Cláudio resolveu provocar, mais uma vez:
- Pode botar ai que, nesse domingo, a Torcida do Flamengo vai invadir o lado do Vasco.
Ely nem precisou responder. Toninho tomou a frente.
- Qual é, o cara? Tá pensando que nós somos a Torcida do Botafogo?
Aqui, não malandro. Vai tratando de ficar lá do seu lado e peça a Deus pra gente não invadir. Repito: a Torcida do Vasco não é igual a do Botafogo, que nego empurrada pra lá e pra cá.
(Nós aqui só ficamos pensando qual seria a resposta de Russão, se ele estivesse na Redação).
Entre outras coisas, as Torcidas de Flamengo e Vasco anunciam para amanhã,  mais de 20 mil rolos de papel higiênico, que serão lançadas no momento em que os dois times entrarem em campo. Do lado Vascaíno, teremos estandartes e outros adereços. Do lado rubro-negro, o detalhe de que a sua torcida fará divisões de cores, no Estádio. Faixa, intercalando vermelho e preto.
A gente aproveita a presença dos representantes de duas das mais importantes Torcidas do Brasil para pesquisar  a respeito do futebol brasileiro...
As provocações e gozações param por alguns instantes. Cláudio avisa que a torcida do Flamengo também quer  prestar uma homenagem ao Vascaíno Ely, pelos seus dez anos de liderança na arquibancada.
E entre sorrisos e aplausos entrega uma bonita placa de prata. Nela os rubro-negros reconhecem o trabalho e a dedicação de Ely. Está escrito na placa.
“Entre sorrisos e lágrimas como testemunha do seu amor pelo Vasco”.
Vascaínos e rubro-negros se abraçam. Amanhã estarão é claro separados. Se provocando e se gozando. Mas, acima de tudo se respeitando.
Fonte: Jornal dos Sports 21 de Julho de 1979

Força Jovem Jornal dos Sports 1979

Força Jovem Jornal dos Sports 1979

Força Jovem, TOV Maracanã 1979

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

VASCO REAL 1978: CHURRASCO DE ANIVERSÁRIO DE 3 ANOS

A família Vasco Real ofereceu um churrasco a todos os vascaínos para comemorar seu 3º Aniversário de fundação e incentivo ao Clube Mais Querido.
Quando nós componentes da grandiosa Torcida chegamos a Realengo fomos cercados de muito carinho e atenção das irmãzinha Ângela e Vilma, do incansável Diamantino e da nossa querida Sueli.
Um farto churrasco foi servido acompanhado de muito chope gelado.
Comparecerem a esta festa grandes Vascaínos que acompanham o dia a dia do nosso Vasco, Vascaínos estes que eu não me canso de citar: 
Nossa querida Tia Aida, Hermínio, Wanderlei Holanda, Raimundinho, o grande Vascaíno José Rabelo de Matos, o amigo Anquito, Sérgio da Vaspanema, Alberto da ASCOVA, Mara de Fátima de Ipanema e seus pais, e uma figura que está se tornando dificílima, que é o nosso Presidente da ASCOVA, Francisco das Chagas que se deslocou de Juiz de Fora para abraçar também os amigos da Vasco Real e a todos aqueles que estiveram a satisfação de participar desta festa.
A TOV abraça a família por esta grande data.
Paulo de Castro Relações Públicas da TOV
Fonte: Jornal dos Sports 22 de Agosto de 1978

Vasco Real Jornal dos Sports 1978

Vasco Real São Januário 1978

Vasco Real Diamantino 1981