quarta-feira, 28 de março de 2018

TOV 1967: VASCAÍNOS TORCEM ATÉ COM IÊ-IÊ-IÊ

Para arrebatar o prêmio destinado a melhor Torcida, Dulce Rosalina acertou a ida de um conjunto de iê-iê-iê hoje ao Estádio Mário Filho, pois pretende, com todos seus adpetos, ilhar a Torcida do América, cobrindo todo o Estádio com bandeiras do Vasco, desde a geral até as arquibancadas.
No computo geral, a Torcida do Vasco permanece em primeiro lugar, e se hoje conseguir se portar como das outras vezes, ganhará o prêmio da Federação Carioca. Neste sentido, a Chefe da Torcida Vascaína faz um apelo para que os torcedores compareçam em massa, trazendo se possível, bandeiras do Clube.

TERRÍVEL
Já denominada de “A Terrível”, a Torcida do Vasco teve papel importante na espetacular reação contra o Botafogo. E como o jogo de hoje se apresenta decisivo as pretensões do Vasco, de tentar disputar o título de Campeão da Taça Guanabara, o Presidente João Silva pede a sua Torcida que, mais uma vez, compareça em massa ao Estádio Mário Filho.
Fonte: Jornal dos Sports 16 de Junho de 1967

TOV Jornal dos Sports 1967

TOV Maracanã 1968

TOV Maracanã 1968


terça-feira, 27 de março de 2018

segunda-feira, 26 de março de 2018

FORÇA INDEPENDENTE 2018: VASCAÍNO SANGUE BOM

Doe Sangue, dia 31 de Março as 11 horas no INCA.
Doe Sangue, Sangue é Vida.


Força Independente Doe Sangue 2018

domingo, 25 de março de 2018

PEQUENOS VASCAÍNOS 1993: TROFÉU DESTAQUE DO ANO DE 1992

Todos os anos, a Torcida Pequenos Vascaínos realiza a tradicional Festa de entrega do Troféu Destaque do Ano para os profissionais que atuam com destaque no esporte carioca a cada temporada. No próximo dia 17 de janeiro, a partir das 11 horas da manhã, vai acontecer a entrega do Destaque do Ano de 1992, no Sítio Paradise dos Sonhos, em Seropédica. Entre outros serão homenageados: Washington Rodrigues do Jornal dos Sports (melhor coluna), Jorge Nunes do O Povo (melhor cronista), Francisco Horta da Rádio Tupy (melhor comentarista). A Festa será com muito chope, churrasco, futebol e piscina.
Fonte: Jornal dos Sports 13 de Janeiro de 1993
 
Pequenos Vascaínos Jornal dos Sports 1993

Pequenos Vascaínos São Januário 1991

Pequenos Vascaínos São Januário 1992


sábado, 24 de março de 2018

FORÇA JOVEM 1990: TORCIDA VASCAÍNA LAVA A ALMA NO MARACANÃ

Domingo de Páscoa lembra ovos de chocolate e a ressurreição de Jesus Cristo. Só que para a Torcida do Vasco o domingo teve um gosto especial: foi o dia em que Bebeto marcou o seu primeiro gol no Maracanã com a camisa Vascaína e a quebra de jejum teve um gosto especial porque foi em cima do Flamengo, o maior rival do atual Campeão Brasileiro.
Os Vascaínos que estavam inferiorizados numericamente nas arquibancadas do Maracanã se agigantaram e acabaram calando a grande Torcida Rubro Negra que chegou alegre e saiu triste do Estádio, tendo que ouvir os gritos de Bebeto e Bicampeão, além dos xingamentos a Renato, o principal alvo da ira vascaína, perseguido durante toda a partida...
A Torcida do Flamengo também ficou alucinada com o gol de Bebeto e tentou partir para brigar com a do Vasco, mas a ação dos soldados da Polícia Militar impediu o conflito.
Quando Sorato marcou o segundo gol no início do segundo tempo, a Torcida do Vasco aproveitou a tristeza que reinava nas arquibancadas rubro-negras para provocar: “Ela, ela, ela, silêncio na favela”.
O gol de Gaúcho aos 31 minutos do segundo tempo reacendeu as esperanças da Torcida do Flamengo. Mas foi apenas fogo de palha.
Se depois do jogo, as coisas voltaram ao normal, os integrantes das Organizadas, tinham muitas queixas da atual administração do Maracanã, por causa do vazamento nos canos que provocaram grandes poças d’água que dificultaram o acesso livre as arquibancadas.
Tuninha, uma das chefes da Torcida Flamante, externava o seu descontentamento contra os atuais responsáveis pelo Maracanã.
- Essas pessoas não tem amor ao Maracanã como nós temos. A Torcida tenta fazer as coisas certas e até os policiais nos dão toda força, mas a Suderj anda deixando furos em relação as condições do Maracanã.
Armindo Pereira (Metralha), um dos líderes da Força Jovem do Vasco, dava força as queixas de Tuninha. Ele admitiu que já brigou muito, mas agora zela pelo bom entrosamento entre as Torcidas. Pereira explicou que só entram para a Torcida, pessoas de bons antecedentes, com mensalidades pagas e carteiras. Isso para que seja feita uma verdadeira seleção. Gente de comportamento duvidoso, não entra na Força.
Fonte: Jornal dos Sports 18 de Abril de 1990

Força Jovem Jornal dos Sports 1990

Força Jovem Maracanã 1990


sexta-feira, 23 de março de 2018

VASCOPITA 1987: ÔNIBUS PARA OS JOGOS

RUMO A BANGU
Como integrante da Torcida Organizada Vascopita, venho informar aos Vascaínos de Niterói e São Gonçalo, que nesta fase decisiva do Campeonato estaremos colocando ônibus para que juntos possamos levar o Vasco ao título.
Estaremos preparando uma grande festa para os jogos contra o Bangu e Flamengo. 
Neste domingo, sairão ônibus as 13 horas, da Praça de Alcântara e as 14 horas do Pita, próximo ao Posto Campeão.
Nilton Rodrigues. São Gonçalo (01/08)

VASCOPITA NA DECISÃO
Informo aos torcedores do Vascão, de Niterói e São Gonçalo que sairão ônibus as 12,30 horas, neste domingo da Praça de Alcântara e as 13.30 do Pita, próximo ao Posto Campeão, para lotarmos o Maracanã. 
A Vascopita está preparando uma grande festa para comemorarmos mais um título. 
Nilton Rodrigues. São Gonçalo  (08/08)

VASCOPITA VASCOMUNICA
Venho Vascomunicar aos torcedores do Campeão Carioca de Niterói e São Gonçalo, que a Torcida Organizada Vascopita estará colocando a disposição de todos, ônibus rumo ao Maracanã e ao título do Campeonato Brasileiro. 
Nilton Rodrigues. São Gonçalo (13/09)
Fonte: Jornal dos Sports 01 e 08 de Agosto e 13 de Setembro de 1987

Vascopita Jornal dos Sports 1987

Vascopita Jornal dos Sports 1987

Vascopita Jornal dos Sports 1987

Vascopita Maracanã 1987


quinta-feira, 22 de março de 2018

TOV 1984: TOV. UMA TORCIDA VASCAÍNA, COM CERTEZA

A Torcida Organizada do Vasco (TOV), a segunda mais antiga do Brasil, foi fundada em 07 de Março de 1944 por João de Lucca (já falecido). 
O grupo já contava com cerca de 200 elementos que passou para as arquibancadas em 1945 (TOV ficava na Social e a TUV que ficava na arquibancada a partir da fundação em 1954).
Em 1950, por ocasião da inauguração do Maracanã. De Lucca já se havia afastado (ele se afastou em 1956), deixando em seu lugar Álvaro Ramos (TUV 1954 a 1956), um grande Benemérito do Clube, juntamente com a Vascaína, Aida de Almeida, que teve a iniciativa de dividir o Estádio em dois, ficando a TOV do lado direito e a Charanga do Flamengo do outro, ou seja, do lado esquerdo, sendo elas as únicas Torcidas a terem lugar fixo no Estádio.
Em 1956, Álvaro e Aida resolveram convidar Dulce Rosalina para chefiar o grupo devido a motivos particulares que os obrigaram a passar o seu comando para outra pessoa (em 1956 uniu a TOV com a TUV).
Amâncio César, atual Chefe da TOV e autor dessa narrativa, conta a sua história.
- Eu já vinha acompanhando o Vasco há muito tempo. Em 1956 comecei a freqüentar a TOV, em cuja liderança ainda se encontrava Dulce. A minha primeira função como membro foi a de cuidar das bandeiras, bateria, papel picado e outras coisinhas mais necessárias ao bom funcionamento da Torcida.
Entretanto, devido a falta de planejamento por parte de D. Dulce, que não admitia de forma alguma se reunir para discutir os problemas do grupo e não aceitava opiniões dos demais componentes, ainda que fossem para o bem da Torcida, acabou provocando uma ruptura, Uma parte da Torcida resolveu se afastar e fundar uma nova facção, que recebeu o nome de Torcida Dissidente (Leões Vascaínos). Isso aconteceu em 1970 (14 de Maio de 1968), ficando o Abílio como o nome escolhido para chefiá-la. Mas esta Torcida teve vida curta: durou apenas três meses (durou alguns anos), sendo substituída pela Torcida Força Jovem, também formada por dissidentes e que teve a liderança entregue a Ely Mendes (1971).
Em conseqüência da debandada de torcedores, devido a falta de torcedores, devido a falta de um bom relacionamento entre a chefia e o grupo, a TOV abalou a sua estrutura, ficando bastante enfraquecida. Na próxima série, vamos contar como a TOV recuperou-se com a saída de D. Dulce, que segundo César teve papel preponderante na recuperação do grupo.
Fonte: Jornal dos Sports 28 de Março de 1984

TOV Jornal dos Sports 1984

TOV Jornal dos Sports 1984




quarta-feira, 21 de março de 2018

VASTELES 1980: FILIAL BAHIA

A realidade que incomoda, acaba de surgir em Itabuna BA a filial da Vasteles com Sede provisória a Rua Victor Batista 305 Bairro Santo Antônio Itabuna Bahia, e já contamos com os seguintes rapazes e moças: Mário Souza Costa, Aurelino Lorena Santos, Ariosvaldo de Oliveira Rocha, Josenaldo Luiz da Silva Lima, Francisco  de Paula e Silva Junior, Oda Regina Souza Costa, Lenice Flores Spinola.
E afirmo que: muitos outros rapazes a esse se juntarão para elevar, mais ainda, o nome do Clube de Regatas Vasco da Gama.
Um lembrete, Vascaínos se abraçam, o resto te agride.
Severino, Rio
Fonte: Jornal dos Sports 30 de Janeiro de 1980

Vasteles Jornal dos Sports 1980

Vasteles 1980

Vasteles São Januário 1980

terça-feira, 20 de março de 2018

VASCACHAÇA 1975: MUSIQUINHA EM HOMENAGEM A VASCO

A Torcida Vascachaça ao ensejo da passagem de mais um aniversário do Clube de Regatas Vasco da Gama, envia aos ilustres senhores, Presidente, Diretores, Conselheiros, técnicos, jogadores e demais funcionários os votos de louvor e também o muito obrigado pela excelente campanha que vem fazendo nos campeonatos e pelo início vitorioso na Copa do Brasil quando lutaremos pelo bicampeonato.
Aproveitando a oportunidade a Vascachaça fez a sua musiquinha em homenagem ao glorioso Vascão:
“Quem não chora não mama
Segura meu bem a garrafa
Lugar quente é na cama ou então na Vascachaça
Vem pro Vasco meu bem
É uma alegria infernal
Nós torcemos de coração
Vasco é campeão. É campeão.
Parabéns Vasco, pela passagem dos seus 77 anos de existência.
Fonte: Jornal dos Sports 27 de Agosto de 1975

Vascachaça Jornal dos Sports 1975

Vascachaça Maracanã 1977 foto Clóvis Ribeiro

segunda-feira, 19 de março de 2018

TOV 1969: A TORCIDA DO FLAMENGO UNIU-SE A DO VASCO

Mas vou falar mais um pouco do jogo de quarta, que foi sensacional, minha colega Gilda Muller, botafoguense doente, me desculpe,
Foi uma noite, assim, da maior selvageria, sobretudo na platéia.
A Torcida do Flamengo uniu-se a do Vasco e juntas queimavam as bandeiras do Botafogo, além de enxortar a sua Torcida.
E o Maracanã em peso clamava:
“Cadê o Tri”, “Cadê o Tri”.
Terminando na base de Celito Lindo, ou melhor , “Está Chegando a Hora, meu bem...”
Fonte: Jornal Correio da Manhã 07 de Junho de 1969

TOV Jornal Correio da Manhã 1969

Jornal Correio da Manhã 1969


domingo, 18 de março de 2018

FORÇA JOVEM 1981: GRANDES GUERREIROS ODILON SILVA

Força Jovem 1981, os tempos não eram bons, o adversário ganhava tudo, colocar camisa, atuar pela FJV nesse tempo era bravura....faixa da FJV ficava comigo, eu era o responsável em colocar faixa da Torcida em jogos fora de São Januário, Maracanã, já coloquei faixa da FJV do sul até o nordeste, já coloquei faixa da FJV em todos os ginásios do Rio de Janeiro...alguns momentos:já coloquei faixa da FJV no Estádio de Remo da Lagoa, já coloquei faixa da FJV no ginásio da Gávea, num Vasco x Flamerda futebol de salão, um inferno aquilo, precisamos sair com dois camburões, eu e outras oito cabeças....na FJV fiz dezenas de amigos, uma família que ganhei, algumas dessas amizades num grau parentesco....chequei ser nomeado pelo Ely Mendes em 1982 como Diretor, depois Relações Pública, uma vez fui na Rádio Nacional com o Maluco (Omar), não tinha energia elétrica, subimos os vinte três andares do prédio da Rádio Nacional a pé, chegamos lá cima morto, tenho 550 cartas publicadas no Jornal dos Sports. ......perdi uns três bons empregos quando atuava pela FJV, um deles quando eu trabalhava com o Diretor da Atlântica Boa Vista de seguros...mais valeu, aprendi muito na FJV, uma faculdade na minha vida, um precioso aprendizado.


Odilon Silva

sábado, 17 de março de 2018

FORÇA JOVEM 2000: REFORMA NA SEDE DA GONÇALVES DIAS

O Presidente Alexandre Cebola, convida todos os componentes da Força Jovem para a reinauguração da Sede na Rua Gonçalves Dias 89, Cobertura no Centro do Rio de Janeiro a partir das 18 horas no dia 08 de Novembro de 2000.
Após a reinauguração será oferecido um Buffet aos convidados.

Força Jovem Sede Gonçalves Dias 2000

Força Jovem Sede Gonçalves Dias

sexta-feira, 16 de março de 2018

VASCOPITA 1988: MÚSICA DA VASCOPITA

Ro Romariando a Vascopita esta numa de arrasar
Ro Romariando o urubu outra vez vou depenar
Ro Romariando a Vascopita esta numa de arrasar
Ro Romariando o Bicampeonato eu já vou comemorar
Vamos todos no grito dessa massa
Que o nosso Vasco faz gol de placa
Que tem Romário e Geovani tem um Vascão Campeão
E quando chega a final
O urubu já passa mal
Ro Romariando a Vascopita esta numa de arrasar
Ro Romariando esse time esta botando pra quebrar
Essa história de escrita já acabou
É uma piada do tricolor
Vamos lá Vascão de raça, que a taça já é nossa
E vamos Romariar, que o Vascão é Bicampeão
Nilton Rodrigues, São Gonçalo RJ
Fonte: Jornal dos Sports 24 de Junho de 1988

Vascopita Jornal dos Sports 1988

Vascopita Maracanã 1988

Vascopita Maracanã 1990

quinta-feira, 15 de março de 2018

VASCO REAL 1978: VENHA FAZER PARTE DA VASCO REAL

Você que é Vascaíno, e torcedor solitário, não tem facção, então venha conosco pois animação não nos falta.
Basta 25 cruzeiros, duas fotos 3x4, nome completo e endereço. Situamo-nos entre a Força Jovem e a Vasbicão. Nos próximos jogos estaremos vendendo camisas e camisetas. Para ingressar na Real, não precisa ser nobre, basta ser Vascaíno.
Procurem-nos nos dias de jogos ou escrevam para a Rua Olimpia Esteves lote 27 quadra 28 Realengo.
Ângela Matias Baptista, Relações Públicas da Vasco Real (05/02)

VASCO REAL DE BRASÍLIA
Você que mora em Brasília, não pertence a nenhuma facção e estejam interessados a ingressar na nossa querida Vasco Real Brasília, ou comprar camisa da mesma, esta ai a disposição de vocês para qualquer informação, as cartas poderão ser enviadas para o seguinte endereço. Quadra 10 Conjunto E, Casa 25 Sobradinho, Brasília DF.
Maria Aparecida de Oliveira, Distrito Federal. (26/02)

SLOGAN
A Vasco Real não é melhor e nem pior que as suas co-irmãs, é apenas uma facção diferente
Vilma Fátima Batista, Vasco Real (18/03)
Fonte: Jornal dos Sports 05 e 26 de Fevereiro e 18 de Março de 1978

Vasco Real Jornal dos Sports 1978

Vasco Real Jornal dos Sports 1978

Vasco Real Jornal dos Sports 1978

Vasco Real São Januário 1978


quarta-feira, 14 de março de 2018

TOV 1970: TORCIDA FAZ PROMESSA DE AMOR E PAZ

- O time do Vasco pode contar desde já com o apoio maciço de sua Torcida. 
A promessa é de Dulce Rosalina, Chefe da Torcida Organizada, que diz ter sofrido muito nos últimos anos e, principalmente, durante a Taça de Prata no ano passado, mas que conta com a recuperação total, este ano.
Dulce admite que uma parcela da Torcida tenha se afastado um pouco dos campos em virtude dos maus resultados  do time nos jogos da Taça de Prata. Afirma, porém, que a maioria continuou solidária com o Clube e não deixou de assistir a um só jogo.
- O torcedor verdadeiro não é só aquele que comparece aos campos. E também o que vive as alegrias ou as tristezas do clube. Sua ausência dos jogos não deve ser interpretada como indiferença aos resultados, mas como uma frustração passageira, acrescenta Dulce, com a convicção de que um torcedor não pode ficar indefinidamente isolado de seu Clube.
No jogo de domingo passado contra o Central, a Torcida do Vasco incentivou o time do princípio ao fim, embora até os trinta minutos o ataque não tivesse encontrado o caminho do gol. Dulce recorda o comportamento da Torcida para afirmar que “os Vascaínos são fiéis.”
-Se muitas vezes vaiamos é porque sentimos a necessidade de fazer uma crítica, ou uma advertência aos homens que dirigem o clube, não aos jogadores. É nossa única oportunidade de manifestação pública e maciça.
A atual diretoria, segundo Dulce Rosalina, “tem homens de gabarito, Vascaínos autênticos, dedicados, que se uniram para tratar da recuperação do prestígio do Vasco e que merecem todo o apoio”.
- Sabemos que o time ainda não esta bem, mas também sabíamos que não seria possível conseguir uma nova estrutura em tão pouco tempo. Por isso incentivamos o time contra o Central, embora muitos receassem que o valêssemos.
Dulce, como todo torcedor que acompanha futebol, sabe onde estão os erros. Só se levanta para protestar contra um jogador ou o time inteiro quando nota que há falta de empenho.
- O jogador que luta merece o respeito da Torcida. Os jogadores do Vasco lutam e por esse espírito combativo que estamos com eles seja qual for a situação, concluiu Dulce Rosalina.
Fonte: Jornal dos Sports 05 de Fevereiro de 1970

TOV Jornal dos Sports 1970

TOV Jornal do Brasil 1970

TOV Maracanã 1970


terça-feira, 13 de março de 2018

TORCIDA DO VASCO 2018: TORCIDAS DE VASCO E UNIVERSIDAD DE CHILE TÊM HISTÓRICO DE AMIZADE

Vasco e Universidad do Chile iniciam nesta terça-feira, às 21h30, em São Januário, a caminhada na fase de grupos da Copa Libertadores. Em campo, brasileiros e chilenos duelarão pelos três pontos, mas fora dele o sentimento é o de uma amizade que teve início por um motivo: o rival Flamengo. 
Em 2010, a La U enfrentou o Rubro-Negro nas quartas de final da competição e, sob o comando do argentino Montillo, avançou de fase para delírio dos vascaínos, que passaram então a nutrir simpatia pelo clube. A relação, porém, se estreitaria no ano seguinte, quando a Universidad de Chile deu uma acachapante goleada de 4 a 0 sobre o Fla nas oitavas de final da Copa Sul-Americana em pleno estádio Nilton Santos. 
Naquela partida, um ônibus lotado de vascaínos foi até o local e os brasileiros engrossaram a torcida dos chilenos, presenciando a marcante vitória sobre um time que tinha Ronaldinho Gaúcho no elenco. 
"Começou tudo naquela época que eles viraram carrascos do Flamengo. Quando eles ganharam de 4 a 0 o contato ficou mais maneiro mesmo. Recebemos uma galera, botamos um ônibus só de vascaínos e eles deram de 4 a 0 em cima dos caras com Ronaldinho Gaúcho e tudo. A partir daí eles começaram a se amarrar. No mesmo ano teve jogo contra a gente (Vasco) na semifinal da Sulamericana. Teve recepção lá e aqui e os contatos foram se estreitando. Eu mesmo já fui para lá três vezes", declarou ao UOL Esporte o vascaíno Breno Batista. 
A relação de amizade entre as torcidas ficou enraizada com uma enorme pintura em um dos muros da rua General Almério de Moura, a principal que dá acesso ao estádio de São Januário (veja na foto acima). 
Este ano, mesmo ainda sem saber que Vasco e Universidad de Chile iriam se encontrar no Grupo 5, os chilenos recepcionaram os vascaínos para a partida entre o Cruzmaltino e a Universidad de Concepción, pela segunda fase da Libertadores. 
"Essa última viagem que fomos pra ver o jogo foi muito maneiro. Tiveram uma recepção para gente sem palavras. Não deixaram gastar nada. Nos apoiaram com toda a logística para o estádio, compraram passagem para a cidade, colocaram carro para nós, nossos ingressos... Fizeram tudo", disse Breno. 
Apesar do laço de amizade, os chilenos não estarão em São Januário nesta terça-feira. A La U foi punida pela Conmebol com três jogos fora de casa sem a presença da torcida em função de uma briga na Arena Corinthians, em partida contra os paulistas ano passado, pela Sul-Americana. 
Fonte: UOL e Netvasco

Torcida do Vasco São Januário

Guerreiros do Almirante São Januário



segunda-feira, 12 de março de 2018

TUV 1954: VASCO X FLAMENGO, PRESENTE A TORCIDA UNIFORMIZADA DO VASCO

A Torcida Uniformizada do Vasco estará firme, logo mais, quando estarão frente os esquadrões do Flamengo e Vasco, numa partida das mais sençacionais do ano.
O dinâmico patrono Álvaro Ferreira Ramos, por nosso intermédio, avisa aos componentes da seleta e numerosa Torcida que os Vascaínos ficarão locallizados a direita das Tribunas de Honra, nas arquibancadas.
Quanto as camisa poderão ser encontradas ainda na porta principal,antes do encontro para aqueles que ainda não conseguiram obter. Portanto atenção Senhores e Senhoras da Torcida Uniformizada do Vasco da Gama para o presente aviso.
Fonte: Jornal Gazeta de Notícias 20 de Outubro de 1954

TUV Jornal Gazeta de Notícias 1954

Vasco São Januário Revista Sport Ilustrado 1954

domingo, 11 de março de 2018

FORÇA JOVEM 1994: RECADO DA 4ª, 7ª E 12ª FAMÍLIA

4ª FAMÍLIA
Venho mandar um alô para os amigos do Jornal dos Sports, da coluna Bate Bola e a todos os componentes das Famílias da Força Jovem do Vasco, principalmente a 4ª Família, que não tem deixado a desejar. Eu quero mandar um alô também para alguns guerreiros da 4ª Família da FJV, nomes como Léo, Galego, Fernando Bocão, Cacau, Serginho, Budu, Gérson, Rato, fora outros. Vasco por Amor, Força Jovem por Ideal.
Cacau, Rocha Miranda (01/04)

7ª FAMÍLIA
Antes de tudo, gostaria de dizer que é um prazer usar este espaço destinado aos torcedores. Agora, meu recado: você que é torcedor Vascaíno, mora entre São Gonçalo e Niterói, e deseja fazer parte da Força Jovem do Vasco, 7ª Família, só precisa comparecer as nossas reuniões, todas as sexta feiras, as 21 horas, na Praça do Barreto. Nosso objetivo é incentivar o nosso Vascão a ser sempre campeão! É bom lembrar: somos totalmente contra a violência. Aguardamos os interessados em ingressar na Torcida, lembrando que serão muito bem recebidos por nós. Compareçam as reuniões.
Dun, Niterói (27/08)

12ª FAMÍLIA
Venho, por meio desta coluna do Jornal dos Sports, convocar todos os componentes da Força Jovem (Petrópolis/Caxias) a comparecerem a nossa reunião, que será realizada no próximo dia 09 de Novembro, as 19 horas, na Praça do Cenip, em Petrópolis.
Força Jovem, Petrópolis (07/11)
Fonte: Jornal dos Sports 01 de Abril, 27 de Agosto e 07 de Novembro de 1994

Força Jovem Jornal dos Sports 1994

Força Jovem Jornal dos Sports 1994

Força Jovem Jornal dos Sports 1994

Força Jovem Maracanã 1994



sábado, 10 de março de 2018

FORÇA JOVEM 1977: ESTANDARTES

A Força Jovem foi a primeira Torcida a levar Estandarte para o Maracanã, foi idéia do Presidente Ely Mendes em 1977.
Eram bandeiras gigantescas (tipo bandeirão), só que era presa com alguns bambus (uns com 3, 4 ou 5), era muito pesada, precisava de várias pessoas para segurar, como o Maracanã tinha aquela abertura na arquibancada superior, quando ventava ficava bastante complicado.
“O Estandarte, tem 50 metros e precisa de 3 homens de cada lado para segurar o bambu. Em dias de multidão eu não uso, porque atrapalha a visão dos que ficam atrás”. Disse Ely Mendes em 1982
“Quando entrei na FJV em 1980 me encantei pelos gritos e bandeiras. Adorava segurar um Estandarte enorme que tinha uma Cruz de Malta e um coração em volta”. Falou Marcelo He-Man em 2014.

Força Jovem Estandartes 1977 a 1982

sexta-feira, 9 de março de 2018

VASLOURENÇO 1980: VASLOURENÇO UMA TORCIDA QUENTE

A Vaslourenço é uma Torcida Organizada do Clube de Regatas Vasco da Gama, em São Lourenço. 
Seu Presidente Administrativo enviou para este colunista e constituição de sua Diretoria:
Patrono: Dr Juiz de Direito Francisco de Andrade Elsen
Presidente de Honra: Dr Francisco Rainho da Silva Carneiro
Presidente de Diretoria Administrativa: Antônio Coelho Taveira
1º Secretário: Amadeu Ferreira dos Santos
2º Secretário: José Maria
Tesoureiro: Jorge Alves Carneiro
Fonte: Jornal dos Sports 08 de Junho de 1980

Vaslourenço Jornal dos Sports 1980

São Lourenço MG

quinta-feira, 8 de março de 2018

VASPAVUNA 1979: 2 ANOS

É com satisfação que acuso o recebimento do convite para as festividades comemorativas do segundo aniversário da Vaspavuna, uma das mais inflamadas facções da Torcida Vascaína. O Pagode está marcado para o dia 25, domingo, as 17 horas, na União Social da Pavuna, na Sargento de Milicias, na Pavuna. (21/11)
A União Pro Melhoramentos da Pavuna e a turma da Vaspavuna farão um programa de comemoração do segundo aniversário da Vaspavuna, no domingo. A parte esportiva será um Torneio de Futebol de Salão a partir das 9h30min, na quadra da União. Antes, será realizada missa de Ação de Graças, na Sede da União e haverá uma passeata a partir das 9 horas, com time do Colégio Mercúrio, as 17 horas, será servido um coquetel seguido de exibição do Grupo Folclórico Orfeão Português as 21 horas haverá o Baile da Rainha.(23/11)
Fonte: Jornal dos Sports 21 e 23 de Novembro de 1979

Vaspavuna Jornal dos Sports 1979

Vaspavuna Jornal dos Sports 1979

Vaspavuna Jornal O Globo 1979

Vaspavuna São Januário 1982