terça-feira, 30 de abril de 2013

FORÇA JOVEM 2013: FESTA DA FORÇA JOVEM 19ª FAMÍLIA DE CAMPOS DA FJV

O G.R.T.O. Força Jovem do Vasco vem por meio de sua atual Diretoria, convocar todos os seus: sócios, componentes, membros e simpatizantes a comparecerem, no “Mega-Churrasco” da 19ª Família de Campos, no dia 01 de Maio de 2013, feriado do “ Dia do Trabalhador ", no Clube Folha Seca, à partir das 09:00 horas.
O local é super agradável e familiar, haverá um Torneio de Futebol entre as Famílias, com premiações para os participantes, e uma confraternização, com DJ, Roda de Pagode, Almoço, Churrasco e Cerveja totalmente liberados.
Os ingressos custam:
Masculinos: 25 reais
Femininos: 10 reais
Obs: Preço especial para as Famílias de fora!
Presença já confirmada de toda atual Diretoria da FJV, e de várias Famílias da
Região, Off-Rio e Torcidas Aliadas !
 Venha, compareça, passe um dia super agradável conosco e traga todos os seus familiares e amigos!
 Contatos e Organização:
 César Gaúcho, Mariola, Diego, Alexandre da Baixada
 Apoio: Rádio On Line e do Vereador Neném.
 FJV CAMPOS - OS DONOS DA BR-101!

Força Jovem Churrasco Dia do Trabalhador da 19ª Família Campos 2013

LEGIÃO DA VITÓRIA 1942: CARAVANA MONSTRO PARA ESTIMULAR O VASCO

Organiza-se para domingo uma grande caravana de Vascaínos para assistir a tradicional peleja entre Vasco e Flamengo. 
Para isso, uma comissão, composta dos associados Olympio Pio, João de Lucca, Waldemar de Oliveira, João Maquiem e Américo Cabral, que faz um apelo a todo o quadro social do Vasco para que procurem com o Sr. Edgard Freitas, na secretaria do Clube, a Avenida Rio Branco, os cartões que darão direito a viagem em ônibus especial e entrada na arquibancada do campo do Flamengo, até 6ª feira próxima.
O local da partida será da Rua Uruguaiana, esquina de Carioca, as 12.30 horas.
Fonte: Jornal Gazeta de Notícias 24 de Junho de 1942 

Legião da Vitória Jornal Gazeta de Notícias 1942
São Januário década de 1940 Revista quadrinhos do Vasco 1978

segunda-feira, 29 de abril de 2013

TORCEDORES SÍMBOLOS 1957: DULCE ROSALINA

Símbolo de todos os torcedores, tão devotada ao Clube, que foi agraciada por um dirigente com o título de sócio proprietária, Dulce Rosalina considerada de fato a primeira mulher líder de uma Torcida, a TOV que antigamente era chamada de Torcida Organizada ou Torcida Oficial, onde foi Chefe de 1956 a 1976, de lá saiu e fundou a Torcida Renovascão em 1976, onde ficou até sua morte em 2004.
Nascida em 07 de março de 1934, Dulce Rosalina foi a primeira mulher no Brasil a comandar uma Torcida Organizada de times de futebol. Viveu até 19 de Janeiro de 2004, como a torcedora-símbolo do Vasco.
Em 1956, passou a dirigir a Torcida Organizada do Vasco, para criar o concurso de baterias e lançar papel picado pelos estádios, à entrada do time no gramado. 
Conta-se que o treinador Martim Francisco pediu-lhe (e a Domingos do Espírito Santo Ramalho Ramalho), um outro torcedor-símbolo, para organizar a Torcida, que ele daria o título carioca da temporada, o que rolou.
Dulce Rosalina Ponce de León, que vive por 79 anos, nasceu pela bandas da Ponte dos Marinheiros, de onde mudou-se, para a Avenida Getúlio Vargas, mais tarde. 
Filha de um português Vascaíno naturalizado brasileiro e que vivia nas festas do rancho carnavalesco Recreio das Flores (atual Recreio da Saúde), ela aprendeu, com o pai, a execrar o preconceito de cor. Aderiu a causa ao tomar conhecimento de que o Presidente Vascaíno, Raul Campos, enfrentara a elite do futebol carioca, para manter atletas negros no Clube.    
Com sete anos de idade, Dulce estudava no Colégio Anglo-Americano.
Aos 10, estava no Regina Coeli. 
Completou os estudos no Santa Teresa de Jesus, no Largo da Segunda-Feira, na Tijuca.
Em 1948, começou a namorar Ponce de León, jogador do São Paulo, com quem casou-se, em 1939, e dele enviuvou-se, em 1965.
Em 22 de janeiro de 2004, quando não era mais viva, foi homenageada pela prefeitura do Rio de Janeiro. 
Virou nome de rua. A antiga Rua do Reservatório (Bairro Vasco da Gama/VII Região Administrativa/São Cristóvão) passou a ser  Dulce Rosalina, pelo decreto Nº 23925, assinado pelo prefeito César Maia, que a considerou "torcedora-símbolo do Clube de Regatas Vasco da Gama, exemplo da paixão carioca pelos times de futebol da cidade".

GRANDE PAIXÃO
Em 1961, Dulce venceu o concurso  “Melhor Torcedor Brasileiro”. 
Era a glória para quem deixava de trabalhar para não faltar à vida vascaína. Com o time, viajava pelo país a fora.
Em 1976, por apoiar a candidatura de Medrado Dias à presidência do Clube, foi obrigada a desvincular-se da Torcida. Fundou a “Renovascão”.
Em 1991, devido problema nas vistas, deixou de ir aos jogos noturnos.

Torcedores Símbolos Dulce Rosalina 1982

Torcedores Símbolos Dulce Rosalina 1986

TORCEDORES SÍMBOLOS 1957: DOMINGOS RAMALHO

O estivador Baiano Domingos do Espírito Santo Ramalho, um negro magro tipo Chuck Berry, de boné na cabeça, com seu instrumento de sopro improvisado, o famoso talo de mamona que simbolizava de forma marcante a Torcida Vascaína o entoava com toda potência no interior do Estádio Municipal (Maracanã) nos dias de vitória.
Dos talos de mamona tirava belos dobrados, já que não tinha dinheiro pra comprar uma corneta, como tantos Vascaínos “da turma de 1940”, ele virou Vascaíno embalado pelo Expresso da Vitória, um amor tão grande que fez trocar a Urca por São Januário e botar o nome de ídolos Vascaínos em todos os filhos: o primeiro é José Luís, em homenagem a Pinga, o segundo se chama Válter, por causa das diabruras do meia direita Válter Marciano, e a filha Tereza Herrera é uma Taça que o Time ganhou em 1957 na Espanha.
Ninguém pense que é fácil andar com o Vasco pra lá e pra cá. Um pontapé, nos chamados países baixos, quase mata o estivador num jogo.
Ele escapou mas teve de abandonar as arquibancadas por ordem médica, depois de um certo tempo. Futebol, só pelo rádio e televisão.
Domingos Ramalho passou a tocar o talo de mamona em São Januário até que, num jogo Vasco x Botafogo, em 1947, vencido pelo Vasco por 2 a zero, Cyro Aranha o convidou para a Tribuna de Honra. Estava oficializado o clarim de mamona, que iria comandar a Torcida por muitos e muitos anos. Era mais um exemplo da democracia Vascaína, ao serem estabelecidos e estreitados os laços entre a Diretoria, através de um dos maiores presidentes do Clube, e o torcedor de arquibancada, representado pelo Ramalho.
"O som da mamona do 'Seu' Ramalho era tão marcante que outro dia, assistindo a um jogo da África do Sul com o povo tocando aquelas cometas, eu me lembrei dele", diz o Vascaíno Martinho da Vila."Provocava euforia na Torcida e puxava mais forte no Maracanã o 'Casaca/Casaca'." (Sr. Ramalho morreu em 02/07/2005) (NETVASCO 2010).



Torcedores símbolos Cartola e Domingos Ramalho 1958 Jornal Extra 2013

Torcedores Símbolos Domingos Ramalho e Dulce Rosalina 1957

Torcedores Símbolos Domingos Ramalho 


TORCEDORES SÍMBOLOS 1950: AIDA DE ALMEIDA

Não podemos esquecer também de Aida de Almeida, hoje conhecida como “Tia Aida”, fundadora da TOV, que possui inclusive a carteirinha número 1 da Torcida.
Filha do sócio fundador Antônio de Almeida. Botou a perder até um casamento com um milionário que se cansou de esperá-lá voltar dos jogos.
Ela é dessas que não levam desaforo para casa.
Num Vasco x Fluminense, o tempo fechou e Tia Aida teve de recorrer aos préstimos de Tarzan, ex Chefe da Torcida do Botafogo.
Conhecida pelo seu bom relacionamento com os atletas, Aida vivenciou o cotidiano de uma das fases mais vitoriosas do Clube de Regatas Vasco da Gama, tendo presenciado dentro do Clube inúmeros fatos acontecidos com o fabuloso Expresso da Vitória.
Foi Madrinha das Torcidas Organizadas do Vasco, Vasguaçu, Vascastelo, Vascaxias, Vasbrasília, Almirante da Colina e Vasconçalo e também da filha de Domingos Ramalho, Tereza Herrera em 1957.
Tia Aida nasceu no dia 19 de Janeiro de 1925 e faleceu aos 85 anos, no dia 11 de Abril de 2010.

Torcedores Símbolo Aida de Almeida carteirinha nº 01 da TOV

Torcedores Símbolo Aida de Almeida

Torcedores Símbolo Aida de Almeida ao lado do ex Presidente Agathyrno e 2º a esquerda Amâncio César da TOV

TORCEDORES SÍMBOLOS 1940: JOÃO FERREIRA DA SILVA, O CARTOLA

Depois de Polar na década de 1940 foi a vez de João Ferreira da Silva, o Cartola, “o homem que ri e acorda com o Vasco na boca...”, um pobre alagoano indicado para a Marinha pelo embaixador e ministro Oswaldo Aranha, fuzileiro naval que viajara por trinta e três países do mundo.
"Cartola é um deles. É conhecido assim porque o veterano sargento reservista da Marinha só anda de fraque e chapéu gelot. Os botões e as abotoaduras da sua camisa são escudos do Vasco e até na arcada dentária, três dos seus dentes incisivos também tem o distintivo do Clube." Disse Dulce Rosalina ao Jornal do Brasil em 1965.

CARTOLA, DENTE DE OURO
Preto e retaco, sempre muito bem vestido, quase sempre de smoking, e dente de ouro com o escudo do Vasco, encrustado no meio, Cartola jamais conseguiu o prestígio popular dos seus antecessores, preferindo manobrar a Torcida das Sociais.
Para comover as massas, o máximo que fazia era rodear a pista de São Januário encolhendo-se muito, quando os jogos eram disputados fora de lá. Foi um Chefe mais dos dirigentes, que o achavam pitoresco e esforçado.
Jamais um líder com a garra, por exemplo, do João de Lucca, durão e ao mesmo tempo manso. Mas, vibrante e emotivo como o próprio Jaime Carvalho.

Presente e atuante no comando de sua trupe, ainda que o time se deslocasse para o interior.

Vasco Cartola Jornal dos Sports 1976

asco Cartola Jornal dos Sports 1976

domingo, 28 de abril de 2013

TORCEDORES SÍMBOLOS 1930: OLYMPIO PIO DOS SANTOS

Sempre ao lado de seu companheiro, João de Lucca na década de 1930 e 40, era carinhosamente chamado de Secretário.
Casado com Adélia Conceição e Souza

Torcedores Símbolo Olympio Pio dos Santos e João de Lucca  Jornal A Noite 1935

Torcedores Símbolo Olympio Pio dos Santos e  João de Lucca  Jornal O Imparcial 1937

TORCEDORES SÍMBOLOS 1930: JOÃO DE LUCCA

João de Lucca, que conduziu a Torcida nos anos 1930, 40 e 50. 
Um torcedor “alto e de voz mansa”, que não teve a mesma projeção dos anteriores. Expansivo, como bom descendente de Italianos, ia para arquibancada de megafone em punho animar a massa. 
Morreu na década de 1960 como Benemérito do Vasco 
Fonte: O Clube Como Vontade e Representação: O Jornalismo Esportivo e a Formação das Torcidas Organizadas de  Futebol do Rio de Janeiro de Bernardo Borges Buarque de Hollanda, Editora 7 Letras

QUEM É JOÃO DE LUCCA
Ingressando no Vasco em 1930. De Lucca, tornou-se atleta, da seção de Basquetebol, de onde acabou Diretor, cargo que ocupou depois nas divisões de pugilismo e festas. Já em 1942 surgia como Conselheiro do Vasco, posto que até hoje ocupa. Dentre as muitas campanhas das quais participou podem-se citar as de cunho financeiros a de novos sócios, na qual mereceu uma medalha de ouro por ter conseguido mais de 1.600 sócios, a frente inclusive do conhecido Aleluia, e a volta de Ademir, quando levantou a importância necessária para a compra do passe do extraordinário jogador.
Tal era a dedicação de João de Lucca pelo Vasco que, em 1945, a própria imprensa desportiva o condecorava com uma medalha por ter sido escolhido o jogador número 12 do Vasco da Gama. A página seria pequena para enumerar os serviços prestados ao Vasco da Gama por De Lucca.
Fonte: Jornal Diário Carioca 04 de Novembro de 1961

Torcedores Símbolo João de Lucca Jornal Correio da Manhã 1946


TORCEDORES SÍMBOLOS 1930: AFFONSO SILVA, O POLAR

Na década de 1930, apareceu o segundo líder Vascaíno, Affonso Silva, o Polar, assim apelidado em alusão a uma marca de sorvete por ele mesmo lançada, era um “mulato majestoso e bem vestido”, que se postava à frente das cadeiras sociais de São Januário, com sua bengala de junco empunhada à maneira dos jogos de rúgbi e baseball norte-americanos, tal como exibiam as fitas das salas de cinema na época. Esteve em tal condição até o concurso de Embaixador e de Embaixatriz para a Copa do Mundo de 1930, quando perdeu a eleição na categoria masculina para Oswaldo Menezes, do Flamengo, que não chegava a ser Chefe de Torcida.
Polar se meteu a Chefe de Torcida do Vasco. Nem todo mundo, em São Januário, gostou daquilo. O Polar, um reclamista, Chefe de Torcida. Durante a semana o Polar andava pelo meio da rua, um dia era o Soldado do Flip, outro era o Frankenstein, outro era o Corcunda de Notre Dame. No domingo vestia-se de branco, com uma camisa bem apertada no peito, ia para a pista de São Januário. E lá de baixo mandava, com um vozeirão de camelô, todo mundo gritar Vasco. Se muita gente não gostava de obedecer ao Polar, quem era o Polar para dar ordens?
João de Lucca gostava. Para onde o Polar ia, ele ia. Se o Polar era o Chefe da Torcida, ele era o Sub-Chefe.
Polar, aliás, considerava o João de Lucca como uma espécie de Sub-Chefe.
O Polar tinha treinado a voz. Era speaker das lutas de boxe do Estádio Brasil. Quando ele, no meio do ring, gritava o nome, a nacionalidade, a categoria e o peso de um boxeur, quem estava no último degrau das gerais, lá em cima, ficavam com os ouvidos doendo. Ele não precisava de megafone. Com ele era no peito. Os torcedores das cadeiras numeradas tinham que tampar os ouvidos. Por isso quando ia comandar a Torcida do Vasco, o Polar ficava na pista de atletismo de longe.
E parecia que uma porção de gente estava gritando. Era ele, era o João de Lucca, era uma meia dúzia de Vascaínos.
João de Lucca ficava logo sem voz, mas continuava a abrir e fechar a boca.
A voz do Polar chegava para os dois. Um dia os Vascaínos se acostumaram com o Polar.
Já havia Vascaínos de dinheiro que simpatizavam com ele.
“Passe lá por casa, eu tenho uns anúncios pra você”. O Polar passava pela casa do Vascaíno, arranjava mais propaganda. Não andava pela rua só de tarde, como antigamente. Era o dia todo.
A gente via o Polar com uma roupa, daqui a pouco ele estava com outra roupa. Parecia um Fregoli. Também morava na Cidade. Era só dobrar a esquina, mudar de roupa e voltar para a rua.
Fonte: Jornal Globo Sportivo 09 de Setembro de 1948

Torcedores Símbolo Polar Jornal Crítica 1930

Torcedores Símbolo Polar Jornal Globo Sportivo 1948


TORCEDORES SÍMBOLO 1922: PARADANTAS

Ruidosamente, o primeiro Chefe de Torcida a sacudir o futebol brasileiro com a sua acintosa desinibição foi o Vascaíno Paradantas.
Paradantas era caixa do Banco Ultramarino, como tal, português, e ainda como tal, adepto do Vasco.
Andava-se por volta de 1922 quando ele entrou em cena. 
O Vasco, de papagaio empinado com a sua subida de Segunda para a Primeira Divisão da Liga, despertou-o para uma façanha inédita: fazer uma bandeira especial e assumir o comando da Torcida cruzmaltina.
Franco, transbordante de gestos e de frases, segundo o historiador José da Silva Rocha, “foi esse homem que encarnou a unidade Vascaína onde quer que o time se apresente para jogar.”
“Não lhe faltava confiança e fé nas representações do Clube. Seu grupo distinguia-se pela imensa bandeira que levava a ondular, entusiasmando os companheiros com seus gritos de guerra.”
Para José da Silva da Rocha, o Rochinha, antigo Presidente do Vasco, “o velho Paradantas e sua grel distinguiam-se em qualquer parte.”
“Mas era quase sempre no campinho do São Cristóvão, que dava fundos para a casa onde morava, que ele mais se agitava montando coreto e erguendo bandeiras, “para alegrar os Vascaínos e enfurecer seus inimigos.
Fonte: Jornal dos Sports 06 de Maio de 1976
Em 1934 Paradantas tornou Secretário do Vasco, foi uma grande aquisição, é um Vascaíno de fibra e qualidade.
Casado com Dona Emília e dessa união tiveram uma filha Gertrudes e o filho Fernando.

Torcedores Símbolos Paradantas Jornal dos Sports 1976

Torcedores Símbolo Paradantas Jornal Gazeta de Notícias 1934

Torcedores Símbolo Gertrudes filha de Paradantas  Revista Vida Doméstica 1924

Torcedores Símbolo Paradantas Jornal O Radical 1937

Torcedores Símbolo Paradantas Jornal O Radical 1940

sexta-feira, 26 de abril de 2013

FORÇA JOVEM 2013: NOTA OFICIAL: SEJA SÓCIO DO VASCO - ELEIÇÕES 2014

O G.R.T.O. Força Jovem do Vasco vem por meio de sua atual Diretoria, externar publicamente, com enorme satisfação, a filiação de aproximadamente 68 novos sócios para o C.R.Vasco da Gama, que compareceram a São Januário, no Sábado, 20 de Abril de 2013, entre as 09:00 até as 12:00 horas e atenderam ao nosso chamado através do nosso único site oficial da FJV na internet:http://www.forcajovem.com.br/
Todas estas pessoas levaram todos os seus documentos necessários e aderiram, no intuito de poder ter o seu direito de VOTO, garantido nas próximas eleições Presidenciais no C.R.V.G, que ocorrerá em 2014.
Gostaríamos de ressaltar que, estaremos novamente nesta semana, de segunda a sexta, das 09:00 às 18:00 horas, e no próximo Sábado (27/04/2012), das 09:00 às 12:00 horas, no mesmo local, no anexo ao Bar em frente a social, aonde toda a atual Diretoria da torcida, se fará presente, tirando as eventuais dúvidas e auxiliando no que for necessário, para que as pessoas que compareceram no Sábado e não conseguiram se filiar, possam estar realizando a sua filiação, e ajudando o Vasco da Gama a angariar recursos e recolocá-lo no caminho dos títulos novamente!
Lembramos que, todos os que desejarem se associar, levem a Identidade e o CPF, original e Xerox, comprovante de residência, e duas foto 3 x 4 coloridas, para podermos ver se estão aptos a fazer o seu cadastramento junto ao clube.
Solicitamos que nos procurem, a fim de que, possamos tirar qualquer tipo de dúvida.
Venha, traga a sua família e seus amigos!
Contamos com a sua colaboração e divulgação neste mega evento!
Vamos salvar o Vasco enquanto ainda temos tempo!
O Sucesso começa à partir de cada um de nós!

Força Jovem Seja Sócio do Vasco 2013

RASTA DO VASCO, IRA JOVEM E VASBOÊMIOS 2013: PRIMEIRO FUTEBOL DAS ALIADAS EM MANAUS

Atenção Vascaínos, sábado dia 27 de Abril de 2013, vai rolar o primeiro futebol das aliadas do Vasco e amigos e o ensaio das baterias da Rasta do Vasco, Ira Jovem e Vasboêmios.
A partir das 15:00 já estamos por lá aguardando todos. 
Localização: Conjunto Yael Parque das Laranjeiras Manaus
Horário: 15:00
Ônibus: 350,351,423,422,440... 

Rasta do Vasco, Ira Jovem e Vasboêmios Futebol das Aliadas Manaus 2013

quinta-feira, 25 de abril de 2013

TOV 1953: O QUEREMOS

Segundo o Sr João de Lucca, Chefe da Torcida Organizada do Vasco, os sócios Vascaínos (proprietário) descontentes com o trabalho de Flávio Costa e que, domingo, estaremos gritando “Queremos Gentil”, com tanto ardor que lhes valeu um incidente, foram identificados. São os sócios proprietários Fadel Fadel, Dário de Melo Pinto, Hilton Santos e Silvano de Brito. Todos associados que gritaram desesperadamente com o direito que lhes assiste o respectivo Estatuto.
Fonte: Diário Carioca 12 de Junho de 1953

TOV Jornal Diário Carioca 1953
TOV Maracanã 1953

quarta-feira, 24 de abril de 2013

LEGIÃO DA VITÓRIA 1943: UNIFORMES DA TORCIDA

Foi suspensa a confecção dos uniformes da Torcida Vascaína para evitar que esses lindos trajes tenham o mesmo fim das carteirinhas. 
Somente quando o treinador Ondino soltar o tean surgirá garbosamente em nossos campos a Torcida Uniformizada do Vasco.
Fonte: Jornal Diário de Notícias 09 de Maio de 1943

Legião da Vitória Jornal Diário de Notícias 1943

terça-feira, 23 de abril de 2013

TORCIDA DO VASCO 1930: GRANDE CONCURSO DO JORNAL CRITICA COPA DO MUNDO

O Grande Concurso do Jornal Crítica vai levar um torcedor a Copa do Mundo de 1930 no Uruguai, vários Vascaínos foram votados, entre eles Affonso Silva o “Pollar” (o mais votado dos Vascaínos com mais de 90 mil votos), Quarentinha, Italo Saine o “Loló”, Jayme Silva, J. Correa de Araujo, Armando Tavares de Oliveira, Elyseu Coelho.
Fonte: Jornal Crítica 28 de Junho, 19 de Julho, 07 de Agosto e 09,12 e 18 de Setembro de 1930

Torcida do Vasco 1930

Torcida do Vasco 1930

Torcida do Vasco 1930

Torcida do Vasco 1930

Torcida do Vasco 1930

Torcida do Vasco 1930

segunda-feira, 22 de abril de 2013

TOV 1948: COLUNA SOBRE JOÃO DE LUCCA

O Jornalista Mário Rodrigues Filho, mas conhecido como Mário Filho, o mesmo que daria seu nome ao Estádio do Maracanã escreveu 3 colunas no Jornal O Globo Sportivo dos dias 02/09/16 de Julho de 1948, falando sobre João de Lucca, esse que depois de Polar (Affonso Silva) passaria a ser Chefe de Torcida do Vasco nas décadas de 1940 e 1950 e primeiro Presidente da Torcida Organizada do Vasco em 1944.
Fonte: Jornal O Globo Sportivo de 02/09/16 de Julho de 1948

TOV Jornal O Globo Sportivo 1948

TOV Jornal O Globo Sportivo 1948

TOV Jornal O Globo Sportivo 1948



domingo, 21 de abril de 2013

VASCO 2013: DESAFIO: EXISTEM 100 MIL VASCAÍNOS DISPOSTOS A RESGATAR O VASCO?

Preocupados com a situação financeira do nosso amado Vasco, recorremos à história onde a torcida vascaína pagou sozinha a construção de São Januário. A proposta aos nossos irmãos torcedores é fazermos o mesmo, agora, para tirar nosso clube dessa difícil situação.
Idealizamos esse projeto a ser apresentado ao clube e esperamos conseguir no mínimo 100 mil torcedores dispostos a contribuir mensalmente com cotas de R$20,00 que irão integralmente para o VASCO ajudando o clube a sair dessa asfixia financeira.
Toda a verba arrecadada, entraria diretamente em conta corrente aberta pelo clube, única e exclusivamente para pagar processos em fase de execução, possibilitando total transparência aos contribuintes.
Se você concorda que esse projeto deva ser aprovado pelo Vasco e está disposto a contribuir, preencha um formulário que pode ser encontrado no site oficial da campanha. No mesmo local você encontrará o regulamento do projeto, que será devidamente apresentado ao Vasco da Gama.
É importante frisar que o pagamento só começará e só será efetuado após aprovação do projeto por parte do Clube.
FanPage Oficial da Campanha
Fonte: http://www.supervasco.com

CAMPANHA APROVADA PELA DIRETORIA DO VASCO.

Vasco Campanha dos 100 mil 2013
Vasco Campanha dos 100 mil 2013
Vasco Campanha dos 100 mil 2013

VASBOÊMIOS 2013: 86 ANOS DE SÃO JANUÁRIO

Hoje São Januário completa 86 anos, um dos maiores palcos da História Mundial, não só sobre futebol, vários outros fatos ocorreram em São Januário!
Agradeço de coração aos VASCAÍNOS com "V" maiúsculo que foram HOMENS de verdade e souberam traduzir em um Monumento todo o amor ao Club de Regatas Vasco da Gama!
Me sinto melhor em São Januário do que em casa!
Parabéns principalmente aos nossos Ancestrais de pulso e com a Vascaínidade na veia!
Viva o Vasco!
Torcida / + / Vasboêmios

São Januário 1927

São Januário 1940

São Januário 1970

São Januário 2013

São Januário 2013

sábado, 20 de abril de 2013

IRA JOVEM 2013: TORCIDA HOMENAGEIA ALIADAS NA FESTA DE 7 ANOS

A Torcida Ira Jovem fez uma bonita homenagem as Torcidas Aliadas presentes na Festa de 7 anos com um lindo troféu.
Foram homenageadas as Torcidas: Força Jovem, Vasboêmios, Pequenos Vascaínos, União Vascaína, Mancha Negra, Grupo Dinossauros do Vasco, Fúria Jovem do Botafogo, TUP, Rasta Alviverde e Mancha Verde do Palmeiras, Terror Bicolor do Paysandu, Torcida Jovem do Grêmio, Cearamor do Ceará, Galoucura do Atlético MG, Fanáutico do Náutico, Força Jovem do Goiás.

Ira Jovem Festa de 7 anos 2013

Ira Jovem Festa de 7 anos 2013

Ira Jovem Festa de 7 anos 2013

Ira Jovem Festa de 7 anos 2013

Ira Jovem Festa de 7 anos 2013